Capacitação e Qualificação Capacitação e Qualificação

Coordenação de Capacitação e Qualificação (CCQ)

A CCQ, alinhada com o Planejamento Institucional da UFPE e de sua Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Qualidade de Vida, reafirma o compromisso com a formação continuada de seu quadro de pessoal, a partir da elaboração anual do Plano de Capacitação e Qualificação dos servidores da UFPE.

Tem por competência planejar, elaborar e executar as atividades de capacitação nos campi da UFPE, a partir dos resultados das avaliações de desempenho e demandas específicas das Unidades Organizacionais.
Os cursos de capacitação têm formatos presenciais, semipresenciais e à distância, com cargas horárias que variam de 20 h/a à 185 h/a.

No que tange à qualificação, esta Coordenação mantém parcerias com programas de Pós-graduações da UFPE com o fim de fomentar a qualificação em cursos de educação formal, favorecendo o desenvolvimento do(a) servidor(a) na carreira.

As propostas de atividades de capacitação podem ser enviadas para esta Coordenação de Capacitação durante todo o ano, através de requerimentos que deverão ser fomalizados processos administrativos por meio da Divisão de Comunicações (DICOM). Ressalta-se, ainda, que o apoio dos Dirigentes das Unidades da UFPE é imprescindível para a ampla divulgação, incentivo e efetivação das participações dos (as) servidores(as), contribuindo para o enriquecimento intelectual da Instituição e excelência da qualidade dos serviços prestados à sociedade.

2. Das linhas de desenvolvimento

Entende-se por capacitação o processo permanente e deliberado de aprendizagem, com o escopo de contribuir para o desenvolvimento de competências institucionais, por meio do desenvolvimento de competências individuais;
Frente a legislação que regulamenta o Plano de Cargos e Carreiras dos Servidores Técnico-administrativos em Educação (Lei 11.091/05 e Decreto nº 5.824/06), o programa de capacitação apresenta subprogramas que se interagem e se complementam, nas suas diferentes metodologias e linhas de desenvolvimento: o subprograma de educação continuada e o subprograma de aprimoramento profissional.

1. Subprograma de Educação Continuada

1.1. Educação Formal

Não se olvida que a educação formal, ao longo da vida, tem sido uma tendência e uma necessidade no mundo atual.

Entende-se por Educação Formal, a formação escolar obtida nos níveis de ensino fundamental, médio, graduação e pós-graduação (lato e stricto sensu). Visa atender aos servidores que desejam ter acesso a mais um patamar no seu nível de escolaridade.
Sua demanda é espontânea e é desenvolvida através de cursos oferecidos pela Universidade ou realizados por Instituições externas.
Nessa linha de desenvolvimento são propostos:

  • Parcerias com Programas de Pós-Graduações da UFPE em nível superior voltada para a formação técnica específica, necessária às ambiências organizacionais pertinentes;
  • Bolsas e outros mecanismos incentivadores à participação em cursos de graduação (em instituições externas) e pós-graduação (lato e stricto-sensu) na própria UFPE.

Os cursos poderão ser desenvolvidos na modalidade presenciais ou à distância, oferecidos através de créditos, módulos ou outra modalidade pedagógica, desde que sejam observadas as normas específicas que regem o sistema nacional de ensino.

2. Subprograma de Aprimoramento Profissional

Em sua abrangência, este subprograma, aborda aspectos técnicos e comportamentais, com ações formais e não formais que venham contribuir para o aprimoramento dos conhecimentos, habilidades e atitudes do servidor, no seu desempenho funcional. São atividades ofertadas nas dependências da UFPE ou realizadas por organizações externas.

Atende a todos os segmentos da Universidade desde gestores a executores operacionais. Sua demanda decorre:

  • das necessidades apontadas pelas diversas unidades organizacionais;
  • das indicações pelo servidor ou sua chefia, no formulário de avaliação de desempenho do servidor;
  • por exigência legal do Plano de Carreira; e por demanda espontânea.

Consideram-se ações formais: cursos, seminários, congressos, palestras, oficinas, Workshops e outros eventos similares, estruturados com conteúdos programáticos específicos envolvendo metodologias didáticas, instrutores, material didático, com a participação presencial, semipresencial ou à distância. São ações desenvolvidas pelas áreas específicas da Universidade ou realizadas por Instituições externas.

São ações não formais: estágios, visitas, tutoria, grupos de trabalho e outros similares. São ações realizadas no próprio local de trabalho ou fora dele, em situações ligadas à atuação funcional do servidor na Instituição.

Este subprograma abrange as seguintes linhas de desenvolvimento:

2.1. Iniciação ao Serviço Público - visa o conhecimento da função de Estado, das especificidades do serviço público, da missão da Universidade e da conduta do servidor público e sua integração no ambiente institucional; informa os principais deveres e responsabilidades do servidor público e da importância da ética profissional na sua vida funcional.

2.2. Formação Geral - visa à oferta de conjunto de informações ao servidor sobre a importância dos aspectos profissionais vinculados à formação, ao planejamento, à execução e ao controle das metas institucionais;

2.3. Gestão  - visa à preparação do servidor para o desempenho de atividades de gestão, devendo se constituir em pré-requisito para o exercício de funções de chefia, coordenação, assessoramento e direção.

2.4. Inter-relação entre ambientes - visa à capacitação do servidor para o desenvolvimento de atividades relacionadas e desenvolvidas em mais de um ambiente organizacional;

2.5. – Específica - visa à capacitação do servidor para o desempenho de atividades vinculadas ao ambiente organizacional em que atua e ao cargo que ocupa;

2.6. Comportamental - é uma linha de desenvolvimento transversal às demais. Caracteriza-se, por sua metodologia própria preparando o servidor para o seu autoconhecimento e para as relações no trabalho. Inclui atividades voltadas para o aprender a ouvir, a comunicar as idéias e ser um membro eficaz na equipe. Vai contribuir para o equilíbrio relacional dos servidores na sua prática profissional, proporcionando uma ambiência saudável e melhores condições de convivência (aprender a ser e a conviver).

Capacitação e Qualificação Capacitação e Qualificação