Gestão por Competências Gestão por Competências

Com o propósito de criar as bases necessárias para implantação de um modelo de Gestão Estratégicas de Pessoas, a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEPE), tem como um dos objetivos estratégicos definidos no  Planejamento Estratégico Institucional (PEI) e no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), a implementação da Gestão por Competências na UFPE.

A Gestão por Competência é uma abordagem da área de gestão de pessoas que tem o propósito de permitir os dirigentes e gestores da instituição identificarem e definirem quais as competências técnicas e comportamentais necessárias para se ter um alto desempenho no trabalho, oportunizando assim o aumento da eficácia e eficiência organizacional.

Na prática, são as competências que direcionam o alcance da visão, realiza a missão e garante os objetivos estratégicos da instituição através das pessoas. Elas servem de orientação a todos os processos de gestão de pessoas, contribuindo para as definir as ações de capacitação e desenvolvimento.

Mais do que uma forma de administrar, a gestão por competência é uma tecnologia de gestão que permite os responsáveis pelas unidades gestoras identificar e gerir perfis profissionais, mediante o mapeamento de conhecimentos, habilidades e atitudes, necessários para que os servidores possam responder de forma efetiva aos desafios dos processos de trabalho da instituição.

Na prática a implantação da gestão por competência é um processo que não só facilita o processo de diagnóstico e formulação de estratégias de capacitação, treinamento e desenvolvimento de pessoas, como contribui para o aumento do nível de engajamento dos servidores na medida que otimiza o uso de recursos e capacidades interna potencializando o talento e a competência de cada servidor.

A Gestão por Competências na UFPE A Gestão por Competências na UFPE

A PROGEPE como unidade gestora responsável pela execução desta ação, prevista nos planos institucionais, optou por desenvolver um Projeto Piloto como ponto de partida para implantação da Gestão de Competências na UFPE. 

Para tanto, foram selecionadas inicialmente duas unidades gestoras para participar dessa experiência: a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEPE) e a Pró-Reitoria de Comunicação, Informação e Tecnologia. O critério para escolha se deu por 3 (três) motivos:

1. A PROGEPE por ser a unidade gestora que tem o papel de coordenar a implantação da Gestão por Competências na UFPE, com a responsabilidade de disseminar com segurança o uso dos conceitos e práticas da gestão por competência em toda instituição.

2. Dificuldade operacional em conseguir uma agenda com todas as Pró-Reitorias e Orgãos Suplementares, para participarem efetivamente do Seminário com a indicação dos nomes para representa-las, considerando o perfil necessário para cada indicação.

3. Motivação expressa pela PROCIT para a realização do Mapeamento das Competências daquela Pró-Reitoria, considerando que esta iniciativa está alinhada com suas ações e seu desafio de implantação da gestão por processos na UFPE.

 

Para sistematizar o trabalho e facilitar o processo de implementação do Projeto Piloto foram estabelecidos 2 passos:

Para conhecimento, a empresa contratada foi a GENTE/GESTÃO Consultoria de Desenvolvimento Organizacional especializada no tema e referenciada por uma experiência bem sucedida pelo trabalho realizado junto ao Núcleo de Tecnologia de Informação -NTI/UFPE.

a) Criação da Comissão para Implantação da Gestão de Competências para a UFPE para a Construção da Matriz de Competências da UFPE – PROJETO PILOTO

b) Contratação de Serviço de Consultoria para suporte técnico  para construir um projeto de Desenvolvimento Gerencial para a construção da  Matriz de Competências.

 

Etapas do Processo de Implantação da Gestão por Competências na UFPE Etapas do Processo de Implantação da Gestão por Competências na UFPE

 

Etapa 1 - Alinhamento ao Contexto Organizacional e Estratégico

• Identificar as demandas estratégicas da Instituição;

• Definir os comportamentos que atenderão a estas demandas.

• Análise de documentos 

• Entrevistas individuais

• Grupos focais


Etapa 2 - Construção e Validação da Matriz de Competências

• Estabelecer competências, respectivas dimensões e níveis funcionais;

• Tratamento de todos os dados obtidos nas entrevistas e documentos. Construção e validação das competências.

• Descrever o significado de cada competência;

• Validar e aprovar matriz.


Etapa 3 - Comunicação às Partes Interessadas

• Formular e executar ações de comunicação mediante uso de diferentes mídias para fortalecer a difusão da gestão por competências na UFPE

Apresentações para download Apresentações para download