O Programa O Programa

O Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI), vinculado ao  Centro de Artes e Comunicação (CAC) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), foi criado em 2008 e autorizado pela Capes em 2009, tendo iniciado suas atividades no segundo semestre desse mesmo ano, como Mestrado Acadêmico, com conceito 3. Com vistas ao desenvolvimento de pesquisa avançada e à formação de recursos humanos qualificados ao atendimento das demandas de reflexão científica e tecnológica sobre os fenômenos que envolvem os processos de produção, guarda, seleção, proteção, preservação e acesso à memória das instituições públicas e privadas, a proposta do Curso abrange as vertentes formativa com vistas à docência, assim como à atuação em diferentes campos profissionais, em benefício da afirmação social e do desenvolvimento do país, em particular do Nordeste brasileiro.

Definiu-se Informação, Memória e Tecnologias como a Área de Concentração do PPGCI, evidenciando dessa forma os contornos gerais de sua especialidade na produção do conhecimento e na formação esperada. Constituída inicialmente de apenas uma linha de pesquisa, Memória da Informação Científica e Tecnológica, essa área desdobrava-se em duas vertentes: a) a produção, organização e uso social da informação enquanto herança cultural em diferentes contextos institucionais e, b) os processos de comunicação da informação enquanto memória coletiva em distintos contextos socioculturais. O Programa contava então com 10 (dez) docentes, sendo 8 (oito) professores permanentes e 2 (dois) professores colaboradores.

A partir de 2011, o Programa foi fortalecido com a incorporação de novos docentes, passando a contar com 9 (nove) permanentes e 4 (quatro) colaboradores. Esse crescimento propiciou o desdobramento da área de concentração Informação, Memória e Tecnologias em duas linhas de pesquisa: a linha de pesquisa 1, intitulada ¿Memória da informação científica e tecnológica¿, mais focada na produção, organização e uso social da informação, enquanto herança cultural e a linha de pesquisa 2, intitulada ¿Comunicação e visualização da memória¿, dedicada aos estudos sobre os processos de comunicação da informação. Delimitam-se, desse modo, os objetos de investigação prioritários, assim como as metodologias a eles relativas, efetivando-se um novo recorte específico da área de concentração, adequado à dimensão do corpo docente e à configuração da proposta relativa às linhas de pesquisa do Programa. Fortaleceram-se, desse modo, os objetivos correspondentes às linhas e à área de concentração.

Como consequência dessa orientação e dos esforços no sentido de ampliar sua massa crítica, o PPGCI, embora iniciado em 2009, destacou-se pela sua atuação no cenário acadêmico, recebendo conceito 4 na avaliação Capes de 2013.

Diante desse cenário, em 2016, o corpo docente permanente do PPGCI da UFPE, por meio do seu grupo de trabalho, elaborou e submeteu a Capes, uma proposta (APCN) de Doutorado em Ciência da Informação. Essa proposta foi aprovada pelo CTC-ES com nota 4 e divulgada no dia 05/01/2017 no site da Capes. Dessa forma, com a autorização para o seu funcionamento, o doutorado em Ciência da Informação da UFPE, iniciou-se em 01/08/2017.

Assim, além de sua vocação formativa, o PPGCI vem se projetando no cenário regional e nacional, de modo especial pelas produções docentes e discentes apresentadas em meios de comunicação formais, assim como pelas contribuições esporádicas de seus docentes, em outros programas, em eventos nacionais e internacionais e em representações internas e externas à UFPE, como convênios, programas de cooperação e colaboração científicas nacionais e internacionais.