Voltar

Ponto eletrônico funciona em caráter experimental por 60 dias, desde o dia 5 deste mês

Durante esse período experimental, não haverá implicação de prejuízos financeiros ou funcionais

A UFPE, por meio da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Qualidade de Vida (Progepe), informa que o controle eletrônico de ponto por biometria para os técnicos administrativos em educação está funcionando em caráter experimental por 60 dias, contados desde o dia 5 deste mês. A medida se dá em cumprimento à decisão da Ação de Procedimento Comum que trata da frequência dos técnicos administrativos mediante ponto eletrônico (processo judicial nº 0805522-95.2018.4.05.8300 ajuizado pelo Sintufepe). 

Durante esse período experimental, não haverá implicação de prejuízos financeiros ou funcionais aos servidores. No entanto, devem ser observados os seguintes aspectos: os servidores devem continuar registrando sua frequência, mesmo em caráter experimental, nos locais que possuem relógio de ponto; nos locais onde o relógio de ponto não estiver instalado ou funcionando adequadamente (quebrado ou danificado), os técnicos administrativos devem continuar registrando sua frequência no Sistema de Registro de Ponto na internet; os servidores com problema de leitura biométrica devem se dirigir à Seção de Controle de Frequência (portaria de trás da Reitoria) para ter acesso a procedimento alternativo de registro de sua frequência. 

Além disso, durante o período experimental, no início do mês subsequente ao da apuração da frequência mensal, serão encaminhados relatórios impressos para que sejam verificadas as ocorrências (faltas, atrasos etc.), de acordo com cada situação constatada e atestada pelas chefias das unidades de lotação, para posterior envio à Progepe, a fim de realizar registro funcional e financeiro (artigo 8º do decreto nº 1.590/1995). 

Mais informações
Seção de Controle de Frequência
(81) 2126.8039 

Data da última modificação: 12/06/2018, 18:09