Voltar

Propostas em controle de infecções e gestão de riscos assistenciais são apresentadas em encontro no HC

A apresentação foi realizada ontem (15), em sala de aula no 3º andar do hospital

Foto: Unidade de Comunicação do HC/Ebsersh

Superintendente abordou sua expertise em acreditação hospitalar

Com o objetivo de melhorar a segurança do paciente e a qualidade no cuidado, tendo como norte a adaptação dos padrões internacionais de acreditação, a superintendente do Hospital das Clínicas da UFPE, Sylvia Lemos Hinrichsen, se reuniu com lideranças, vinculadas à área administrativa, assistencial e do ensino, para apresentar os mecanismos necessários para atingir tal propósito a médio e longo prazos. A apresentação foi realizada ontem (15), em sala de aula no 3º andar do hospital. O HC é uma unidade vinculada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Durante o encontro, a superintendente apontou propostas de gestão na área de infectologia geral e hospitalar e o seu impacto na assistência, na gestão e no ensino e pesquisa. Sylvia fez uma explanação da sua experiência bem-sucedida à frente do Núcleo de Ensino, Pesquisa e Assistência em Infectologia (Nepai) do HC, da sua expertise em acreditação hospitalar segundo padrões internacionais de segurança do paciente, em gerenciamento do uso de antimicrobianos e em ferramentas de gestão de serviços de saúde com bases no Proadi-SUS do Ministério da Saúde.

“A ideia é ter os padrões internacionais de segurança do paciente como um roteiro adaptado a nossa realidade”, pontuou a superintendente, ressaltando a importância da existência de programas e protocolos eficazes, ligados ao controle de infecções, ao uso de antimicrobianos, à gestão de riscos e à viabilidade e sustentabilidade financeira da instituição. “Temos que nos desconstruir para nos reconstruir em cima de checklists validados focados na segurança do paciente. Serei uma facilitadora, transmitindo a minha experiência e conhecimento no assunto”, afirmou Sylvia, acrescentando que “conhecimento só é conhecimento quando compartilhado”. A apresentação realizada, ontem, foi o pontapé para delineamento desses novos processos ligados à gestão na área da infectologia.

A reunião contou com a participação de gerentes, médicos infectologistas, membros da Divisão de Logística e Infraestrutura e seus setores, Nutrição Clínica, Divisão Administrativa e Financeira, Divisão de Enfermagem, Divisão Médica, Divisão de Apoio Diagnóstico, Setor de Farmácia e suas Unidades, Divisão de Gestão do Cuidado, Setor de Gestão da Qualidade, Controle de Infecções, residentes do Programa de RM em Infectologia, residentes de Enfermagem, chefes de serviço e alunos da pós-graduação em Medicina Tropical da UFPE.

Data da última modificação: 16/01/2020, 12:21