Voltar

Estudo de equipes de desenvolvimento de software na indústria é tema de dissertação no CIn

Millena Lauyse Silva de Oliveira foi orientada pelo professor Fabio Queda Bueno da Silva e coorientada por Alberto César Cavalcanti França

O Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) realiza a defesa de dissertação de mestrado “O estudo de equipes de desenvolvimento de software na indústria: um mapeamento sistemático da literatura” amanhã (19), às 14h, no auditório do Centro de Informática (CIn).

A aluna Millena Lauyse Silva de Oliveira foi orientada pelo professor Fabio Queda Bueno da Silva e coorientada por Alberto César Cavalcanti França (DC/UFRPE). Além do orientador, compõem a banca examinadora os docentes Hermano Perrelli de Moura (CIn/UFPE) e Guilherme Horta Travassos (Coppe/UFRJ).

Resumo

Contexto – O trabalho em equipe exerce um papel fundamental para a engenharia de software. A realização de pesquisas sobre equipes de software tem apresentado um aumento de publicações a respeito do tema nas últimas décadas. Portanto, é importante para a academia reunir e organizar o conhecimento existente, para compreender quais fenômenos são investigados, e como equipes de desenvolvimento de software em ambiente organizacional estão sendo estudadas. Objetivo – Mapear e organizar de forma sistemática o conhecimento existente baseado em pesquisa científica sobre equipes de software no contexto organizacional, e contribuir com o avanço da pesquisa na área, apresentando as lacunas encontradas e sugestões para futuras pesquisas. Método – Foi realizado um Mapeamento Sistemático da Literatura para conduzir a busca e seleção de trabalhos científicos publicados nos últimos 15 anos. Desta forma, foram selecionados estudos que investigam equipes de software, e realizada a extração de dados para responder às perguntas de pesquisa. Resultados – A partir da busca manual por conferências, periódicos e por Snowballing, foram selecionados 111 estudos primários. Estes estudos permitiram a identificação de 51 construtos, 108 perguntas e problemas de pesquisa, sete metodologias de pesquisa, 18 definições conceituais de equipes, e seis modelos teóricos investigados em equipes de software. Dentre os construtos estudados, o Desempenho indicou maior ocorrência de publicações, sendo investigado em 30 estudos diferentes. Conclusões – Apesar da quantidade elevada de estudos que investigam equipes de software, os resultados indicaram que, no contexto industrial, excluindo equipes acadêmicas, existem lacunas no que se refere à profundidade da abordagem de cada fenômeno estudado em equipes de software. Além de ser identificado o baixo número de estudos que utilizam modelos ou frameworks teóricos de equipe, e escassa definição conceitual de equipes. Portanto, existem diversos pontos acerca da pesquisa científica em equipes de software que precisam ser melhorados.

Data da última modificação: 18/06/2019, 13:23