Voltar

UFPE: inovação e cultura

Publicado no Jornal do Commercio, no dia 17 de agosto de 2019

Por Anísio Brasileiro e Luís Reis

O escritor e dramaturgo Milan Kundera defende a centralidade da cultura ao afirmar que ela é “a memória do povo, a consciência coletiva da continuidade histórica, um modo de pensar e de viver”. Tal visão grandiosa explica porque, nos últimos anos, a UFPE tem fortalecido o entendimento da cultura como um elemento inerente à formação universitária, buscando apoiar e promover ações culturais especialmente capazes de suscitar amplos fluxos de ensino-aprendizagem, valorizando sempre o protagonismo de nossos estudantes, assim como de professores e técnicos administrativos. Como, a rigor, tudo o que é produzido numa universidade pode ser considerado cultura, procuramos definir um recorte conceitual que orientasse as tomadas de decisão específicas no campo das linguagens artísticas e o do patrimônio artístico-cultural, procurando maximizar os recursos disponíveis. Lançamos os Editais de Apoio à Pesquisa em Criação Artística e Preservação e Difusão do Patrimônio Artístico Cultural.

A definição de prioridade para a arte e para o patrimônio impôs uma reorganização do Comitê Curador de Arte e Cultura, instância consultiva vinculada à Diretoria de Cultura, da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura. Em diálogo com os conselheiros, o Comitê foi redesenhado e agora é composto por câmaras setoriais de Artes Cênicas, Artes Visuais, Música, Cinema/Audiovisual, Literatura e de Diálogos Interdisciplinares em Arte e Cultura. Seus membros são escolhidos por meio de eleição na própria comunidade. Em paralelo, foi criada a Rede de Museus da UFPE, com coordenadores dos museus, das coleções visitáveis e das galerias de arte de nossa universidade.

Outra inovação importante foi a implantação do Programa de Extensão Inventário do Patrimônio Artístico e Cultural tangível da UFPE, que já rendeu a publicação do catálogo “UFPE: Patrimônio Artístico em Exibição”. Em breve, será lançado um novo volume, enfocando a Faculdade de Direito do Recife. O objetivo do programa é mapear todo o patrimônio cultural da UFPE e, não por acaso, está sediado – assim como a Rede de Museus – no Memorial da Medicina de Pernambuco, e no Centro Cultural Benfica, edifícios preciosos da UFPE.

Nesse conjunto de ações, merece destaque pelo grande potencial de inovação o Portal Arte e Cultura UFPE, fruto de uma parceria entre a Diretoria de Cultura e o Centro Integrado de Tecnologia da Informação (Citi), empresa júnior do Centro de Informática. Essa plataforma cumpre a função de agenda cultural, incluindo espaços para resenhas, ensaios e críticas. Como instrumento de gestão, fornecerá dados precisos sobre os interesses e as demandas das pessoas ligadas à cultura em nossa instituição e região, o que muito contribuirá para que a arte e o patrimônio da UFPE sejam cada vez mais valorizados.

Anísio Brasileiro é reitor da UFPE e Luís Reis é diretor de Cultura da Proexc da UFPE

Data da última modificação: 19/08/2019, 15:36