O Programa O Programa

O Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Pernambuco (PPGH/UFPE) foi uma das primeiras pós-graduações em História do nosso país. FUNDADO EM 1974, inicialmente, apenas como curso de MESTRADO, teve o seu curso de DOUTORADO implementado em 1991.

Ao longo desses 45 anos, o PPGH/UFPE desempenhou continuamente suas atividades de produção de conhecimento histórico (até hoje nele foram defendidas 585 DISSERTAÇÕES e 208 TESES) e de formação de novos profissionais na área de História. Importante foi o papel desempenhado por ele na formação de novos quadros acadêmicos para atender a contínua demanda de professores doutores para as novas universidades que foram surgindo no território nacional, em particular nas regiões Norte e Nordeste. 

Atualmente o quadro de professores PPGH/UFPE é composto por 18 DOCENTES PERMANENTES e 05 DOCENTES COLABORADORES distribuídos nas 3 seguintes Linhas de Pesquisa: CULTURA E MEMÓRIA, MUNDO ATLÂNTICO e RELAÇÕES DE PODER, SOCIEDADE E AMBIENTE, todas reunidas dentro da ÁREA DE CONCENTRAÇÃO “SOCIEDADES, CULTURAS E PODERES”.

Na sua busca pela excelência acadêmica e ampliação de seu raio de abrangência e impacto, o PPGH/UFPE tem pautado suas ações por um conjunto de linhas mestras que orientam a formação de quadros docentes e o desenvolvimento da produção científica. Esses direcionamentos podem ser claramente vislumbrados na descrição das atividades desenvolvidas por seus docentes, as quais denotam um trabalho coordenado que visa cumprir os seguintes escopos:

1) formação de quadros docentes de alto nível para atender, com qualidade, a expansão de novas demandas das IES brasileiras, assim como de outros setores (como Museus, Centros de Pesquisa, Órgãos Governamentais, entre outros) que exigem crescentemente profissionais qualificados com mestrado e doutorado;

2) ações voltadas para a conservação, organização, catalogação e, especialmente, disponibilização de diferentes acervos documentais (alguns acessíveis online) para os pesquisadores em história e áreas afins em todo território nacional e no exterior;

3) realização e apoio a eventos e reuniões científicas com a participação de quadros de excelência de diferentes IFES assim como de outros centros acadêmicos da Europa, EUA e América Latina. Essas atividades concorrem de maneira expressiva para a ampliação do debate acadêmico e o intercâmbio por meio de convênios, publicações conjuntas, visitas e estágios docência e de pesquisa, concorrendo também para a formação dos discentes. Tais eventos/intercâmbios constituem forte estímulo à produção científica;

4) desenvolvimento e fortalecimento de projetos comuns com outras instituições de ensino e pesquisa dentro e fora do Brasil, com o objetivo de, a curto prazo, incrementar em qualidade a produção científica, bem como aumentar o número das publicações científicas, além de intensificar a mobilidade de docentes e discentes;

5) ampliação dos acervos disponíveis e melhoria da infraestrutura nos laboratórios ligados ao Programa.