Intercâmbio Intercâmbio

O Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da UFPE possui alguns intercâmbios com instituições nacionais e internacionais:

  • Nacionais

No Brasil, o Mestrado em Fisioterapia da UFPE, realiza atividades conjuntas e sistemáticas com outros Programas Stricto Sensu com as Universidades Federais de Minas Gerais (UFMG), do Rio Grande do Norte (UFRN) e com a Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Os Projetos oriundos destas parcerias foram aprovados junto a CAPES em Edital PROCAD-NF.

Em 2009, foi iniciada uma rede de cooperação acadêmica na área de Fisioterapia Aplicada às Condições Neurológicas do Adulto por meio do Programa PROCAD-NF da CAPES (Edital 08/2008-processo nº. 2322/2008), envolvendo a UFPE, UFMG e UNINOVE. Este projeto tem a duração de quatro anos e vem viabilizando o intercâmbio de docentes e discentes dos três programas e o desenvolvimento de atividades conjuntas que envolvem: elaboração e desenvolvimento de projetos de pesquisa, co-orientação de alunos de mestrado, participação em bancas examinadoras de dissertações, treinamento dos discentes, missões de estudo, publicações em periódicos e anais de congressos e estágio pós-doutoral. Os resultados dessa parceria podem ser vistos por meio de alguns produtos de publicações em conjunta, apresentações de trabalhos em congressos e principalmente a troca de experiências entre os diversos grupos.

Igualmente, a cooperação entre as IES (UFMG, UFPE e UFRN) na área de Pesquisa da Fisioterapia cardiorrespiratória, gerou o Projeto de Implantação da Rede Multicêntrica de Estudos da Cinemática do Complexo Toracoabdominal, que foi contemplado pela CAPES, em 2009, dentro do Programa PROCAD/NF Nº 21/2009, com vigência de quatro anos. Neste contexto o intercâmbio entre discentes e docentes tem sido importante para o desenvolvimento de projetos multicêntricos. A co-orientação de alunos de mestrado, participação em bancas examinadoras de dissertações, treinamento dos discentes, missões de estudo, publicações em periódicos e anais de congressos tem sido produto destas cooperações.

Em 2012 esta área, Fisioterapia cardiorrespiratória, foi contemplada com uma bolsa do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD), pela qual a Professora Daniella Cunha Brandão realizou o pós-doutorado.  Também foi obtida bolsa de pós-doutorado através do programa de Desenvolvimento Científico Regional pela FACEPE/CNPq, tendo possibilitado à Dra Vanessa Resqueti realizar seu pós-doutorado neste laboratório (em andamento). Este aspecto de ser um laboratório de referência na área e atrair pós-doutorandos é extremamente relevante e de grande repercussão na rotina dos laboratórios. Um exemplo adicional são as visitas científicas regulares dos professores Guilherme Fregonezzi e Gardênia Holanda, ambos da UFRN, possibilitando discussões de artigos e elaboração de protocolos. O produto dessa parceria pode ser visto por meio de resultados como, por exemplo, co-orientações de dissertações de mestrado nos três programas (UFPE, UFMG e UFRN); artigos completos publicados em periódicos; participação expressiva em congressos com resumos publicados em periódicos e em anais de congressos, dentre eles o Congresso da European Respiratory Society e o Congresso da American Toracic Society.

 

  • Internacionais

Até o momento, os intercâmbios internacionais vêm ocorrendo, principalmente, por intermédio de docentes das áreas de Cardiorrespiratória e Fisioterapia Neurológica.  A área de Fisioterapia Cardiorrespiratória vem mantendo intercâmbio com a Universidade de British Columbia através da Professora Elizabeth Dean, com o Instituto Politénico de Milão por meio do Professor Andrea Alivert, com a Universidade da Georgia por meio do Professor James Fink e com a Universidade Katholieke de Leuven na Bélgica com o Professor Rik Gosselink e no ano de 2012 com a Universidade de Harvard através do Professor Jose Venegas.

Em todas as visitas sempre são realizados workshops com os alunos da pós-graduação e realização de coleta de dados em conjunto.

            A área de Fisioterapia Neurológica mantém cooperação com a Universidade de Harvard na pessoa do Professor Felipe Fregni e da Professora Elena V. Zoubina. As atividades desenvolvidas incluem: visitas científicas, elaboração de protocolos e projetos de pesquisa e publicações conjuntas.

O Professor Andrea Aliverti esteve durante uma semana no mês de novembro, realizando coletas de dados, padronização de protocolos e analisando dados colhidos visando à publicação dos artigos. A cooperação com o Professor Andrea Aliverti do Instituto Politécnico de Milão, teve o primeiro artigo aceito no periódico Respiratory Physiology and Neurobiology publicado em 2012, e outros 45 foram submetidos encontrando-se no aguardo das decisões. Em 2012 a Professora Armèle Dornelas de Andrade foi convidada para proferir Conferência pela Fundação Serpero na Itália como representante do Laboratório de referência em Pletismografia opto-eletrônica na América do Sul. Fato que ressalta a importância destas cooperações internacionais. Há previsão de mobilidade estudantil neste ano de 2013 de dois alunos do mestrado que deverão passar um período no Instituto Politécnico de Milão para padronização de novas técnicas envolvendo a Pletismografia optoeletrônica com a Tomografia de impedância Elétrica.

Em 2012 o professor James Fink esteve na UFPE para uma missão científica com o objetivo de padronização de um protocolo na área de Fisioterapia Cardiorespiratória envolvendo nebulizadores de última geração. Esta parceria tem dado bons frutos e acaba de ser aceito um dos artigos “Evaluation of lung function and deposition of aerosolized bronchodilators carried by heliox associated with positive expiratory pressure in stable asthmatics: a randomized clinical Trial” que foi aceito num periódico A2 “Respiratory Medicine” e outro na Respiratory Care que se encontra na fase final de correções das sugestões dos revisores.

Estas parcerias continuam produzindo bons frutos com várias publicações e a consolidação das linhas de pesquisa dentro do Programa, envolvendo a qualidade de vida e importância da intervenção do fisioterapeuta no contexto de uma visão mais ampla de saúde.