O Programa O Programa

O PPGA-UFPE tem como principal objetivo produzir e disseminar conhecimentos em Antropologia, formando profissionais com visão crítica da realidade sociocultural, preparados para atuar nos diferentes campos de atividades da profissão de antropólogo. Guia-se pelas produções teóricas que fundamentam a história da disciplina, atualizando-se e contribuindo para o debate sobre as novas tendências de investigação, bem como promovendo interfaces com outras ciências sociais e humanas. Suas metas e ações, desenvolvidas em conjunto e nos núcleos de pesquisa, cumprem a demanda de especializações no campo antropológico contemporâneo.

 

O PPGA-UFPE oferece a formação de Mestres e Doutores em Antropologia. Composto por um quadro de 19 docentes, conta com infraestrutura adequada para o desenvolvimento dos projetos de pesquisa, incluindo um sistema moderno de bibliotecas e acesso à internet disponível através do campus da universidade. A colaboração entre estudantes e professores é dinâmica, promovendo um ambiente efervescente e solidário para o bom desempenho das atividades acadêmicas.

 

Cursos:

MESTRADO: Oferece formação teórica e metodológica de qualidade.

- Realiza-se em 24 meses, com a obrigatoriedade mínima de cumprir 24 créditos (12 em disciplinas obrigatórias e 12 em disciplinas eletivas).

 

DOUTORADO: Desenvolve instrumentos aprofundados de pesquisa, promovendo formação intelectual e profissional mais sólida.

- Realiza-se em 48 meses, com a obrigatoriedade mínima de cumprir 36 créditos (20 em disciplinas obrigatórias e 16 em disciplinas eletivas).

 

 

>> HISTÓRICO

O Programa de Pós-Graduação em Antropologia iniciou-se com a fundação do Mestrado em Antropologia em 1977, consolidando a sua trajetória com a criação do curso de Doutorado em 2001. A criação do PPGA se insere no projeto de antropólogos/as pernambucanos/as de formar profissionais na área, o que resultou na primeira dissertação antropológica defendida no Programa Integrado de Mestrado em Economia e Sociologia (PIMES) em 1973, sob a orientação do Professor David Maybury-Lewis – Universidade de Harvard. Fundamental neste processo de criação do PPGA foi as atuações dos professores René Ribeiro (Mestre pela Northwestern University,sob orientação de Melville J. Herskovits) e Roberto Motta (PhD pela Universidade de Columbia). O diálogo com a Antropologia norte-americana continuou com a integração dos professores Judith Chambliss Hoffnagel (Universidade de Indiana) e Russell Parry Scott, (Universidade do Texas), nos anos iniciais do Mestrado, filiados a diferentes orientações teóricas da Antropologia. No decorrer do tempo, ampliou-se a origem de formação do corpo docente com a adesão de professores egressos de universidades francesas, britânicas e germânicas, além dos formados em diferentes universidades brasileiras. Esta variedade de formação do corpo docente reflete-se nas linhas de pesquisa e nas investigações, ao mesmo tempo em que possibilita o tratamento de diferentes temas empíricos com diversidade metodológica e teórica, em consonância com a história da Antropologia no Brasil e brasileira.

O percurso histórico do Programa de Pós-Graduação em Antropologia-UFPE tem sido marcado pela ênfase em pesquisas sociais com maior foco na região. Refletindo a intenção de melhor conhecer as dinâmicas, formas de organização social e peculiaridades regionais na inserção nacional, com objetivos de desenvolvimento e de enfrentamento de desigualdades, ramificando-se entre uma antropologia etnológica e da construção nacional. Da interface entre produzir e aplicar conhecimento firmou-se a prática de consultorias a órgãos governamentais, mantida até os dias atuais por docentes e egressos, na busca de soluções para desigualdades relacionadas com configurações socioculturais locais. Ao longo da sua experiência tem mantido profícuo diálogo com outros Programas no Brasil e no Exterior, por meio de intercâmbios e cooperações. Isto se reflete na circulação dos docentes e discentes em universidades nacionais e estrangeiras, na produção em livros e numa plêiade de periódicos qualificados, no convite para consultorias e laudos antropológicos. Mostra-se um Programa reconhecido pelos pares e com sólida contribuição para os estudos regionais e nacionais no âmbito da antropologia.

Os interesses do PPGA-UFPE incluem, desde sua fundação como curso de mestrado, as áreas de Religião, Organização da Família Rural e Urbana, Imaginário e Fenômenos Urbanos. Ao longo dos anos noventa, e particularmente com a implantação do curso de Doutorado, ampliou-se o conjunto de questões investigadas, incluindo de forma mais sistemática, os povos indígenas no Norte e Nordeste brasileiro; contribuindo para o reconhecimento destes povos e impulsionando pesquisas inovadoras em diálogo interdisciplinar com a História. Nesta mesma direção, o estudo de populações quilombolas emergiu como uma preocupação regional e nacional. O tema de religião vem se renovando impelido tanto pelas viradas teóricas da disciplina quanto por novos fenômenos religiosos, especialmente o pentecostalismo. A área de família se inflexionou com os estudos de gênero, ampliando o campo empírico, entre outros exemplos com estudos sobre migrações internacionais e sexualidade, por um lado, e por outro, a interface com saúde passou a incluir a esfera dos direitos e um olhar mais aquinhoado para gerações. As transformações na relação campo cidade, bem como mudanças na indústria agropecuária também vem merecendo atenção. No campo do imaginário as injunções dos debates de complexidade e simetria na antropologia enriqueceram estas investigações. A visibilidade do tema do patrimônio deu novo fôlego às pesquisas sobre cultura popular e trouxeram outras preocupações como as políticas culturais, os museus e o turismo.

O sucesso do Programa de Pós-Graduação em Antropologia reflete-se, entre outros exemplos, na inserção dos egressos em Universidades do Nordeste e Norte do país contribuindo para formação de novas pós-graduações nestas regiões, expandindo-se para outras localidades do Brasil, bem como outros países.

 

 

>> INFRAESTRUTURA

  • Três auditórios multimídia (com 45 lugares em média)

  • Uma sala de seminário

  • Seis salas equipadas onde funcionam os núcleos de pesquisa

  • Um laboratório de informática para os estudantes

  • Uma sala climatizada para o acervo de teses e dissertações, contendo periódicos nacionais e internacionais

  • Cada professor possui sala individual com computador e pequeno acervo bibliográfico na área de sua atuação, disponível para os alunos.

  • Todas as instalações do PPGA possuem acesso a wifi

  • Sala da coordenação e secretaria.

  • Copa-cozinha. 

 

 

>> COORDENAÇÃO

 

Coordenadora: Profa. Dra. Misia Lins Vieira Reesink

Vice-coordenador: Prof. Dr. Peter Schröder

Secretária: Carla Neres de Souza

Assistente administrativo: Selton de Paula e Silva

Assistente de serviços gerais: Ademilda Guedes

Bolsistas: Thiago Melo Veras de Siqueira

Rua Acadêmico Hélio Ramos - s/n - 13º andar
Centro de Filosofia e Ciências Humanas ( CFCH )
Cidade Universitária - Recife, PE - Brasil
CEP: 50.670-901 
Telefone: (81)2126-8286/8282
E-mail:  antropologiaufpe@gmail.com / ppga@ufpe.br