O Programa O Programa

Nos anos 50 e 60, muitos integrantes das carreiras do setor público foram formados pela Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (CEPAL) em técnicas de planejamento e desenvolvimento econômico. A partir dos anos 70, foram criados os cursos de pós-graduação na região Nordeste, muitos deles com apoio da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) e do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), visando formar os recursos humanos para as áreas de gestão, planejamento e pesquisa. Esses programas, com o passar do tempo, tornaram-se mais acadêmicos, distanciando-se das necessidades dos órgãos públicos carentes de profissionais com uma formação mais ampla e aplicada à gestão pública. 

Em 1999, para atender aos desafios do gerenciamento das políticas públicas regionais e locais, a então SUDENE, com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), deu início a uma parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), dessa forma constituindo a primeira turma do MGP, já no ano de 2000. 

No início de 2001, o MGP foi reconhecido pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (CAPES), marco do seu reconhecimento como referência para a qualificação profissional de gestores públicos do Nordeste. Na avaliação trienal 2010-2012, realizada em 2013, a Capes reconheceu o crescimento do MGP através de sua ascensão ao Conceito 4, numa escala que vai até 5 entre os mestrados profissionais (Disponível em http://www.capes.gov.br


Ao longo desse período, o MGP vem superando o objetivo de formar gestores do setor público, pela também admissão de candidatos do setor privado que lidam com políticas públicas. Assim, procura atender às demandas de capacitação e de qualificação do mercado de trabalho, seja do setor público federal, estadual, municipal, bem como da iniciativa privada, inclusive do terceiro setor. Em sua metodologia, o corpo docente do MGP tem como diferencial o fornecimento de instrumental teórico de análise e capacidade de construir conhecimento empírico e aplicá-lo, com base no estudo de casos vinculados à temática das políticas públicas e seus desdobramentos, seja os de caráter governamental em geral seja os de área conexa (público-privada), com ênfase na formação de gestores que possam enfrentar a complexidade e interdisciplinaridade do processo de desenvolvimento local e regional.

  • Objetivo

Capacitar gestores para programas públicos de desenvolvimento regional e local, assim como difundir o espírito empreendedor na Administração Pública nordestina. Dada a natureza do Curso, Gestão Pública e Desenvolvimento, seu caráter é interdisciplinar, por envolver aspectos institucionais, políticos, sociais, econômicos e de gestão. Público alvo Profissionais, graduados de nível superior, com interesse em atividades ligadas à gestão de programas públicos de desenvolvimento regional e local.