Engenharia Naval da UFPE Engenharia Naval da UFPE

Histórico:

A UFPE é a primeira universidade do nordeste brasileiro a oferecer um curso de graduação em Engenharia Naval.

Para a construção de embarcações em geral e de plataformas para exploração de petróleo, a nação brasileira precisa de estaleiros, que movam a economia da região onde estão instalados, não apenas pela geração de empregos diretos, mas também pela geração de empregos indiretos em toda a cadeia de suprimentos fornecedora de peças e serviços no setor. O Curso de Engenharia Naval irá formar engenheiros para atuar na construção e reparo naval e no projeto de estruturas navais e marítimas, com discernimento quanto à sustentabilidade, responsabilidade social e ambiental, mantendo competitividade a nível internacional.

O Engenheiro Naval egresso da UFPE poderá atuar em grandes e pequenos estaleiros de construção e reparo naval e construção offshore, pólos náuticos, no funcionamento de portos e hidrovias, na navegabilidade destas hidrovias, bem como na operação e manutenção de plataformas offshore de produção de petróleo.

Dentre as competências do engenheiro naval egresso da UFPE estão a capacidade para atuar no projeto, na manutenção e operação de pequenas e grandes embarcações, projetar e operar plataformas para exploração de petróleo, bem como desenvolver atividades relacionadas a navegabilidade de sistemas aquáticos e operação de sistemas portuários.

A atuação do engenheiro naval e oceânico egresso da UFPE poderá ser direta ou indireta ao segmento industrial de construção naval e offshore, que inclui a atuação na indústria fornecedora de componentes navais e operação de plataformas de exploração de petróleo.

O curso de Engenharia Naval da UFPE evidencia no perfil do curso a formação dos alunos com foco na construção naval e offshore. Na sua prática profissional, os egressos do curso deverão aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais, sendo capazes de projetar, conduzir experimentos e interpretar resultados, conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos da Engenharia Naval.

Quando formado, o mesmo deverá identificar, planejar, supervisionar, elaborar, resolver problemas e coordenar projetos e serviços no campo da Engenharia Naval, desenvolvendo e/ou utilizando novas tecnologias nessa área; deverá comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica; deverá atuar em equipes multidisciplinares; compreender e aplicar a ética às responsabilidades profissionais; avaliar o impacto das atividades da engenharia naval e oceânica no contexto social e ambiental; avaliar a viabilidade econômica de projetos e assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

Os objetivos específicos do Curso de Engenharia Naval são:

  • Contribuir para o desenvolvimento da região Nordeste através da formação de recursos humanos, com engenheiros capazes de atuar em todo território nacional;
  • Apoiar a crescente indústria naval na região Nordeste do país, além de apoiar toda a cadeia de empresas fornecedoras da indústria naval;
  • Ajudar a dirimir as diferenças sociais e educacionais entre regiões brasileiras, através da formação de recursos humanos a serem utilizados na própria região;
  • Aumentar a responsabilidade ambiental possibilitando a formação de recursos humanos conscientes da necessidade da sustentabilidade de suas intervenções.

Informações Institucionais:

O Curso de Graduação em Engenharia Naval teve início no segundo semestre de 2011, é um dos cursos do Departamento de Engenharia Mecânica a UFPE.

  • Vinculação: Departamento de Engenharia Mecânica
  • Localização: Centro de Tecnologia e Geociências - Prédio da Engenharia Mecânica
  • Autorização de funcionamento e criação:  Autorizado pelo CCEPE 1ª Sessão Ordinária em 14/02/2011. B.O. nº 46 (17 Especial): p.13. 2011.
  • Vagas oferecidas: No Sisu (ABI Engenharias) - 10 por semestre (20 anuais)
  • Turno(s): Manhã/Tarde
  • Duração: Mínima - 10 semestres / Máxima – 18 semestres
  • Carga Horária (horas): São 3525 horas  de disciplinas obrigatórias (inclusive Estágio curricular – 180 horas- e TCC – 120 horas), além de 240 horas de Eletivas do Curso e 240 horas de Eletivas Livres (destas, até 180 h podem ser creditadas por atividades complementares)

Avaliações do Curso:

  • Avaliação do Curso no Enade 2014 - Conceito 5
  • Conceito do Curso (Avaliação Presencial em 2014) - Conceito 5
  • Guia do Estudante 2017 - 3 estrelas