Voltar

UFPE tem três teses contempladas no Prêmio Capes de Tese 2019

Foram dois premiados, um na área de Economia e outro na área de Astronomia e Física, além de uma menção honrosa na área de Serviço Social

A UFPE teve três teses contempladas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no Prêmio Capes Tese 2019. Foram dois premiados, um na área de Economia e outro na área de Física e Astronomia, além de uma menção honrosa na área de Serviço Social. Esta edição teve recorde de inscrições, um total de 1.140 candidaturas. 

Os autores das teses vencedoras ganham uma bolsa para estágio pós-doutoral por um período de até 12 meses e seus orientadores recebem R$ 3 mil para participar de eventos acadêmicos. Os participantes concorrem ainda ao Grande Prêmio, que seleciona três trabalhos, um para cada área principal do conhecimento. Outros reconhecimentos serão feitos pelos parceiros da Capes na edição deste ano: os Institutos Serrapilheira e Ayrton Senna, a Comissão Fulbright e a Fundação Carlos Chagas.

Premiado na área de Física e Astronomia, o pesquisador José Holanda da Silva Júnior, que defendeu sua tese no Programa de Pós-Graduação em Física sob a orientação do professor Sergio Machado Rezende, conta um pouco como recebeu a notícia. “É uma grande honra. A premiação vem evidenciar um trabalho de alta qualidade. E sem dúvida foi algo que me deixou muito feliz”, afirmou. Sua tese tem como tema “Fenômenos de spintrônica e magnônica em materiais magnéticos”. “O que fizemos foi estudar novas formas de controle e transporte de informação, usando não apenas a carga do elétron como faz a eletrônica convencional usada nos mais diversos aparelhos eletrônicos, mas também o que os chamamos de spin (em palavras simples, movimento de rotação de uma partícula em torno do seu próprio eixo). As aplicações dos novos fenômenos envolvendo o spin vão desde a medicina a tecnologia militar”, explicou. O pesquisador acredita que a inovação, abrangência e aplicabilidade em diferentes áreas são as principais características da sua pesquisa a que credita o prêmio. “Sem dúvida, a inovação é a mais importante. A descoberta de novos fenômenos como a detecção do ‘spin do fônon pela conversão mágnon-fônon’ é um marco na história da física”, disse.

Para Giuseppe Trevisan Cruz, que teve sua tese defendida no Programa de Pós-Graduação em Economia (Pimes) contemplada no prêmio, “a premiação é bastante significativa porque é um atestado de reconhecimento de um trabalho de anos de intensa dedicação à pesquisa e de aprimoramento pessoal, e que exige renúncias por detrás das cortinas. O prêmio sinaliza que todo o esforço valeu muito à pena e que, além disso, a contribuição da tese é importante para a comunidade acadêmica.” Contextualizada na área de Economia da Educação, a tese trata de identificar, quantitativamente, os efeitos de dois fatores da função de produção educacional sobre indicadores acadêmicos e do mercado de trabalho formal. Os principais resultados mostram que, em média, cursar uma instituição de referência gera um diferencial positivo sobre os salários e aumenta a chance de alcançar melhores cargos no futuro, principalmente para aqueles indivíduos que vêm de famílias de renda mais baixa e que têm pais com níveis educacionais mais modestos.

Instado a fazer considerações sobre os motivos que teriam levado a sua tese a ser premiada, Cruz acredita que uma característica marcante do trabalho, especialmente do segundo capítulo, é a originalidade no tema. “Compreendi, em minha experiência no doutorado, que é muito importante trazer uma ideia inovadora num trabalho e contribuir com novos resultados e perspectivas em uma literatura. Também enxergo que outra característica chave foi a utilização de uma metodologia robusta, uma vez que dá credibilidade aos achados da pesquisa”, destacou. A tese teve orientação dos professores Breno Ramos Sampaio e Gustavo Ramos Sampaio.

Albani de Barros, contemplado com menção honrosa na sua tese, defendida no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, intitulada “Prekärer - análise dos fundamentos da precarização do trabalho a partir da crítica da economia política”, considerou que a pertinência e atualidade do tema da precarização do trabalho são o aspecto mais relevante para ter sido selecionado. “Há, em escala mundial, uma ofensiva contra os trabalhadores, com supressão de direitos, um aumento do ritmo de trabalho um crescimento do desemprego e do subemprego. Acho que a tese tem o mérito de analisar essas questões não apenas a partir de um olhar histórico e conjuntural, mas buscando abordar os fundamentos da precarização, algo hoje pouco usual nas imersões sobre essa temática”, explicou.

Barros conta que, num trecho da tese, são analisados alguns temas da crítica da economia política, como mercadoria, trabalho assalariado, superpopulação relativa, entre outros. Na análise do mundo trabalho contemporâneo, são tratados os fenômenos da terceirização, informalidade, trabalho intermitente, trabalho em tempo parcial, entre outros. A pesquisa foi produzida sob a orientação da professora Juliane Feix Peruzzo.

Mais informações
José Holanda da Silva Júnior
- joseholanda.papers@gmail.com 
Giuseppe Trevisan Cruz - giuseppe.trevisan@gmail.com
Albani de Barros - albanibrr@hotmail.com 

Data da última modificação: 16/09/2019, 15:39

Contatos Contatos

Secretaria da Diretoria

Centro de Ciências Sociais Aplicadas Av. dos Economistas, s/n Cidade Universitária 50670-901 Recife-PE

(81) 2126.8360
Coordenação Setorial de Extensão
(81) 2126-8871
Coordenação de Turismo
(81) 2126-8751
Coordenação de Hotelaria
(81) 2126-8758
Coordenação de Secretariado
(81) 2126-8367
Coordenação de Serviço Social
(81) 2126-8373
Coordenação de Ciências Econômicas
(81) 2126-8380
Coordenação de Ciências Atuariais
(81) 2126-7739 / 8376
Coordenação de Ciências Contábeis
(81) 2126-8372
Coordenação de Administração
(81) 2126-8366
Coordenação Setorial Acadêmica (Escolaridade)
(81) 2126-8365

Direção Direção

Direção
Prof. Jeronymo José Libonati
(81) 2126-8360
Vice-Direção
Prof. Zionam Rolim
81 2126.8360