Curiosidades Curiosidades

Voltar

Assis Chateaubriand, um dos homens públicos mais influentes do Brasil nas décadas de 1940 e 1960.

Há 50 anos, morria o paraibano ASSIS CHATEAUBRIAND, um dos homens públicos mais influentes do Brasil nas décadas de 1940 e 1960.

Francisco de Assis Chateaubriand nasceu no dia 04 de outubro de 1891, em Umbuzeiro, Paraíba. Filho de Francisco José Bandeira de Melo e de Maria Carmem Guedes Gondim. Fez seus primeiros estudos em Campina Grande (PB) e na cidade da Paraíba, hoje João Pessoa, mudando-se, a seguir, para Recife, onde cursou o secundário no Colégio Pernambucano.

Ingressou na Faculdade de Direito da Universidade do Recife em 19 de março de 1908, bacharelando-se em 19 de março de 1913 e doutorando-se e tomando posse do lugar de professor substituto da primeira sessão (Filosofia do Direito) em 05 de janeiro de 1916. Em 1917 transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde se estabeleceu como advogado.

Entretanto, é como empresário de comunicações que sua trajetória se destaca. No Recife, ainda estudante, estreou escrevendo para a Gazeta do Norte, colaborou também com o Jornal Pequeno e foi chefe de redação do Diário de Pernambuco. Trabalhou no Correio da Manhã e no Jornal do Brasil. Em 1934, quando adquiriu o periódico O Jornal, dá inicio aos Diários Associados, conglomerado empresarial que liderou a evolução dos modernos meios de comunicação do país.

No campo político, Chateaubriand, que apoiou o movimento revolucionário de 1930, foi eleito senador pela Paraíba em 1952 e pelo Maranhão em 1955. Renunciou ao mandato para assumir a embaixada do Brasil na Inglaterra. Eleito para a Academia Brasileira de Letras em 1954 ocupou a cadeira deixada por Getúlio Vargas. Criador do Museu de Arte de São Paulo e do Museu de Arte Contemporânea de Olinda.

Publicou inúmeros livros, artigos, discursos e conferências, entre os quais “Terra desumana - a vocação revolucionária do presidente Artur Bernardes” (1926) e “As nuvens que vêm” (discursos parlamentares, 1962).

Faleceu no dia 04 de abril de 1968 em São Paulo.

Fontes:

ARQUIVO DA FACULDADE DE DIREITO DO RECIFE. Registro de carta de bacharel, registro de grau de doutor e termo de posse do professor substituto Dr. Francisco de Assis Chateaubriand.

BEVILAQUA, Clóvis. História da Faculdade de Direito do Recife. 3. ed. -. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2012. (Coleção Nordestina).

FERREIRA, Marieta de Morais. Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo. In: Alzira Alves de ABREU et al (coords.). Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro – Pós-1930. Rio de Janeiro: CPDOC, 2010. In: <http://cpdoc.fgv.br.> Acesso em: 03 abril 2018.

GASPAR, Lúcia. Assis Chateaubriand. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php>. Acesso em: 03 abril 2018.

Data da última modificação: 09/11/2018, 13:11