Notícias Notícias

Voltar

Maria José de Jesus Figueirôa Silva será homenageada com título de Técnica Administrativa em Educação Emérita in memoriam

Ela atuou na UFPE de 1968 até seu falecimento no ano de 2015

A administradora Maria José de Jesus Figueirôa Silva será homenageada com o título de Técnica Administrativa em Educação Emérita in memoriam da UFPE. A atuação da servidora na Pró-Reitoria de Planejamento, Orçamento e Finanças (Proplan) destacou-se por sua grande dedicação, contribuindo para o crescimento da instituição. A sessão de outorga será realizada, no dia 8 deste mês, às 16h, no Auditório Reitor João Alfredo, na Reitoria, no Campus Recife.

Maria José, conhecida como Zezé, fez o curso pedagógico no Instituto de Educação de Pernambuco – IEP (1969) e cursou Administração na UFPE (1977). Ela ingressou como servidora na UFPE, em 1968, por meio de um convênio UFPE/Sudene, desempenhando o cargo de datilógrafa, até 1972, ano em que passou a integrar o quadro permanente da Universidade como auxiliar em Administração/agente administrativo/técnico em Administração, até 1987. Ainda em 1987, passou ao cargo de administradora, exercendo esta atividade até 20 de janeiro de 2015, data de seu falecimento.

Desde o seu ingresso como servidora na Universidade, foi lotada na Seplan/Proplan. Exerceu as funções de diretora da Divisão de Orçamento (1991-1992), coordenadora de Orçamento e Finanças (1992-2008) e diretora de Orçamento e Finanças (2008-2015).

“Dedicação e compromisso exemplares, amava o que fazia e o que fazia, executava com muito esmero. Com essa característica serena e firme, foi um exemplo de liderança. Exemplo de servidora pública, servindo a cada um que procurava o seu setor (DOF), orientando sobre os trâmites, sempre com disposição a ensinar, com carinho e humor”, afirma o professor Hermano Perrelli de Moura, do Centro de Informática (CIn)/UFPE, ex-pró-reitor de Planejamento, Orçamento e gestão, e a vice-reitora Florisbela Campos. A aprovação do Conselho Universitário (Consuni), que apresentaram o pedido de concessão do título ao conselho. A aprovação aconteceu na reunião do dia 30 de setembro.

PROFESSOR EMÉRITO – Também no dia 30 de setembro, o Consuni aprovou a concessão do título de Professor Emérito a Alfredo Arnóbio de Souza da Gama, do Departamento de Química Fundamental (DQF) do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN). A data da sessão solene de outorga ainda será definida.

O docente é graduado em Engenharia Química (1971), mestre em Química (1974) e doutor em Física (1981), tendo feito todos os cursos pela UFPE. De 1983 a 1984, realizou estágio pós-doutoral no California Institute of Technology (Estados Unidos). Ingressou no quadro docente da UFPE, em 1975, tendo se aposentado como professor titular, em 2016. “É considerado pelos seus pares como uma pessoa de compreensão profunda sobre a inter e multidisciplinaridade na Educação, Ciência e Tecnologia”, diz o parecer do processo de concessão do título honorífico.

Nos anos de 2000 e 2001, teve papel fundamental na criação do curso de Engenharia Biomédica da UFPE, surgido a partir da iniciativa do então reitor Mozart Neves Ramos, como resultado da cooperação estabelecida, em 1999, entre a UFPE e a Universidade de Tecnologia de Compiègne (França), instituição referência na área.

Foi também diretor científico da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) por oito anos e, nesse período, teve papel essencial na formulação, no acompanhamento e na avaliação de inúmeras políticas.

A proposta de concessão do título de Professor Emérito a Alfredo Arnóbio de Souza da Gama foi apresentada pela professora Claudete Pereira, chefe do Departamento de Química Fundamental do CCEN.

Data da última modificação: 04/10/2019, 15:53

  • Livro discute lugar da mulher negra no mercado de trabalho
  • Línguas indígenas são instrumento de cultura e identidade
  • UFPE pesquisa origem e dispersão do óleo nas praias do Nordeste