Voltar

Mestre em Geociências pela UFPE ganha prêmio no XVII Congresso Brasileiro de Geoquímica

Geólogo Paulo Ricardo Riedel teve a melhor apresentação na área temática “Paleoambiente, Paleoclima e Mudanças Globais”

O geólogo Paulo Ricardo Riedel, mestre em Geociências pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), recebeu o prêmio de melhor apresentação na área temática “Paleoambiente, Paleoclima e Mudanças Globais” no XVII Congresso Brasileiro de Geoquímica, realizado de 16 a 20 de setembro em Fortaleza (CE). O trabalho foi idealizado durante a realização da monografia de conclusão de curso do autor e foi publicado recentemente na revista Estudos Geológicos

Foto: Divulgação

Trabalho foi idealizado durante a realização da monografia de conclusão de curso

“O trabalho usou as características do comportamento geoquímico do elemento Fósforo (P) para discutir a possibilidade do registro de um Evento de Anoxia Oceânica (EAO) na Bacia Pernambuco, durante o intervalo de tempo geológico conhecido como Cenomaniano-Turoniano, há, aproximadamente, 94 milhões de anos. Os EAOs são interpretados como perturbações profundas nas condições ambientais globais e estão, muitas vezes, associados aos eventos de extinções em massa que marcaram a história da vida no planeta Terra”, afirma o autor.

“Além disso, devido às baixas concentrações de oxigênio nos oceanos, os EAOs são importantes mecanismos de acumulação e preservação de matéria orgânica, que com o passar do tempo (geológico) apresentam alto potencial de se tornarem rochas geradoras de hidrocarbonetos (petróleo, gás etc.). A pesquisa possui um caráter especulativo”, explica Riedel, que atualmente é estudante de doutorado e estuda as características geoquímicas das mudanças paleoambientais que marcaram grandes eventos de extinção no passado geológico.

 

Data da última modificação: 11/11/2019, 15:18