Grupos de Pesquisa Grupos de Pesquisa

NÚCLEO DE ESTUDOS DO MEIO AMBIENTE - NEMA

O Nema é uma organização civil, sem fins lucrativos, integrada ao Departamento de Ciências Geográficas da UFPE - Universidade Federal de Pernambuco.

Finalidades do Nema:
Realizar estudos, estabelecer diagnósticos e promover soluções que objetivem o desenvolvimento da sustentabilidade sócio-econômica e ambiental;
Promover a integração Universidade-Comunidades, buscando a conscientização da importância do planejamento ambiental, o bem estar social e econômico da sociedade;
Servir como mecanismo institucional especializado para a implementação de ações que objetivem o beneficiamento das comunidades regionais, tendo por base fundamental desenvolver o equilíbrio entre o homem e o meio ambiente;
Valorizar alunos, professores, e o curso de Geografia da Universidade Federal de Pernambuco, no âmbito acadêmico e junto à sociedade;
Defender a preservação do meio ambiente e o equilíbrio ecológico;
Promover atividades direcionadas ao treinamento, pesquisa, desenvolvimento e consultoria no campo da Geografia.

Composição Organizacional : Coordenador, Monitor, Estagiário e Técnico-Consultor.

Mandato da Coordenação:
Escolhida ou substituída a qualquer tempo, a cargo da Chefia do Departamento de Ciências Geográficas da Universidade Federal de Pernambuco, desde que seja obedecido o Regimento Interno.

 

GRUPO DE PESQUISA EM INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E TERRITÓRIO - GRITT

O Grupo foi criado para aglutinar pesquisadores de variadas formações que têm desenvolvido atividades de ensino, pesquisa e extensão na área de inovação, com especial ênfase na sua dimensão espacial. As atividades do GeoInovação levaram à formação, em 2004, de uma área de pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) da UFPE, com a incorporação de 2 novos alunos de pós-graduação, sendo um de doutorado.
Além destes, o grupo ainda conta com uma aluna de mestrado em andamento e outra com dissertação concluída. A pesquisa no GeoInovação tem se apoiado em projetos desenvolvidos em parceira com pesquisadores do GeTec/UFSCar, entre os quais se destaca o projeto que teve por objeto as empresas de base tecnológica (EBTs), com apoio da Fapesp e Finep. Mais recentemente, foi concluído outro projeto focado na inovação do setor de serviços de saúde privada no Recife e sua configuração espacial. Os resultados das pesquisas têm sido apresentados em eventos acadêmicos e publicados em formatos variados.

Líder do Grupo: Ana Cristina de Almeida Fernandes

Pesquisadores:
Ana Cristina de Almeida Fernandes 
Marcelo Silva Pinho
Mauro Rocha Côrtes

Estudantes:
Andréa Santos de Deus 
Neison Cabral Ferreira Freire
Ericê Bezerra Correia
Patrício Antonio Barbosa da Silva
Felipe César Nascimento de Castro
Priscila Batista Vasconcelos
Fernando Ramalho Gameleira Soares
Rogério Antonio de Araujo Santos
José Geraldo Pimentel Neto
Saulo Barros da Costa
Keilha Correia da Silveira
Tadeu Rodrigues da Costa


GRUPO DE ESTUDOS DO QUATERNÁRIO DO NORDESTE BRASILEIRO - GEQUA

O Grupo de Estudos do Quaternário do NE Brasileiro visa estabelecer uma rotina de pesquisa da dinâmica quaternária das paisagens do NE do Brasil, com base na investigação da produção de sedimentos quaternários, e da gênese dos modelados, com ênfase para o domínio semi-árido. O Grupo busca agregar aos estudos do Quaternário novas geotecnologias que permitam uma compreensão acurada dos eventos formadores do relevo e seus depósitos correlativos. Os estudos direcionam-se à elucidação dos cenários paleogeográficos associados às mudanças ambientais do Quaternário do NE o que também permitirá uma compreensão mais realista do funcionamento dos sistemas de superfície terrestre vigentes. O GEQUA visa ainda estabelecer rotinas de investigação empírica, valendo-se de técnicas em dia com o estado da arte do desenvolvimento dentro das disciplinas envolvidas nas pesquisas realizadas: geomorfologia, sedimentologia, pedologia, paleontologia, geoarqueologia e geocronologia.
Os trabalhos do GEQUA estão focados nas análises dos materiais constituintes das formações superficiais, sua distribuição espacial, suas características físico-químicas, seus conteúdos fossilíferos, geoarqueológicos e cronológicos. Os estudos do GEQUA priorizam a investigação empírica mediada pela instrumentação contemporânea, contando com o apoio dos equipamentos instalados no Laboratório de Geografia Física Aplicada da UFPE, do qual o Grupo é integrante. O Grupo busca ser um pólo disseminador de novas abordagens teórico-metodológicas em geociências, além de um difusor de conhecimentos geoambientais que possam ser usados em benefício direto das comunidades inseridas nas áreas de suas pesquisas. Dessa forma, o Grupo integra o Departamento de Ciências Geográficas da UFPE como um núcleo de formação e pesquisa, mas também como um centro propagador de conhecimentos voltado para a conscientização ambiental em nível local, a partir da aferição da dinâmica dos sistemas de superfície terrestre ao longo do Quaternário.

Líderes do Grupo:
Antônio Carlos de Barros Correia
Alcina Magnólia Franca Barreto

Pesquisadores:
Alcina Magnólia Franca Barreto
Maria do Socorro Bezerra de Araújo
Antonio Carlos de Barros Correa
Osvaldo Girão de Araújo
Josiclêda Domiciano Galvíncio
Rejane Magalhães de Mendonça Pimentel

Estudantes:
Alexandre de Oliveira Souza
Danielle Gomes da Silva
Ana Flávia de Albuquerque
Demétrio da Silva Mutzenberg
Andre Luiz Proença
Felippe Luíz Maciel da Silva
Bruno de Azevêdo Cavalcanti Tavares
Jonas Otaviano Praça de Souza
Camila de Sousa Lima
Kleyton de Araujo Monteiro
Cristiana Coutinho Duarte
Renata Nunes Azambuja
Cybele Caroline Silva de Miranda


SENSORIAMENTO REMOTO E GEOPROCESSAMENTO - SERGEO

O SERGEO tem como meta principal de investigação avançar na compreensão dos sistemas que ocorrem na superfície da terra, usando métodos de observação da terra. Nossas pesquisas são desenvolvidas principalmente através do uso de dados de sensoriamento remoto. Embora nosso foco esteje no conhecimento dos processos físicos da terra, através de observações aereas e espaciais de sensoriamento remoto, podemos contribuir a nivel nacional e internacional para o desenvolvimento conceitual da Geografia como uma ciência interdisciplinar.
Além das abordagens físicas e empiricas dos sistemas também estão sendo desenvolvidas no SERGEO o impacto da dimensão humana em nível regional, nacional e até mesmo as mudanças globais. Isso torna nossas pesquisas e abordagens politicas e intervenientes relevantes, permitindo-nos contribuir para o discurso público com uma combinação única de medições remotas e relações de causa e efeito, incluindo os impactos das ações humanas no sistema terra. 
O SERGEO tem desenvolvido estudos, com especial atenção as áreas de Geor´processamento e Sensoriamento Remoto aplicados ao recursos naturais do Nordeste do Brasil. Contamos com cientistas bem qualificados, com infra-estrutura de medições (instalações e transformações), com infra-estrutura de informações (modelos, porcessadores, softwares e espectroradiometria) e infra-estrutura de dados espaciais. 
O SERGEO apoia o ensino em sensoriamento remoto para o Bacharelado, Licenciatura, Mestrado e Doutorado, bem como Pós-doutores. Nos usamos diversos métodos, modelos e software em nossas formações. Nossas atividades de ensino, pesquisa e extensão permitem que os nossos alunos possam encontrar um excelente emprego no mercado nacional e internacional.

Líder do Grupo: Josiclêda Domiciano Galvíncio

Pesquisadores:
Djane Fonseca da Silva
Maria do Socorro Bezerra de Araújo
Magna Solema Beserra de Moura
Raniere Silva Nóbrega
Maria Fernanda Torres Abrantes
Rejane Magalhães Mendença PimenteI
lnajá Francisco de Sousa
Francisco de Assis Salviano
Bernardo Barbosa da Silva

Estudantes
Keyla Manuela Alencar da Silva Alves
Célia Cristina Clemente Machado
Leydson Galvíncio Dantas
Edson Vieira Barbosa Júnior
Elvis Bergue Mariz Moreira
Marcondes Marroquim Santiago
Gleidce Tamires Alves de Oliveira
Maria das Graças Santos das Chagas
Hewerton Alves da Silva
Milena Dutra da Silva
Neiva Marion Guimarães de Santana
Ivan Ighour Silva Sá
Ivanilson Lucena da Silva
Sidney Henrique Campelo de Santana
Janaina Barbosa da Silva
Thiego Carlos Costa
Josemary Santos e Silva
Tiago Henrique de Oliveira
Juliana Gonçalves de Araújo
Maria Lucielle Silva Laurentino

GRUPO DE PESQUISA GEOAMBIENTAL - GPGA

Divulgação e publicação em meio científico de estudos voltados ao monitoramento e gerenciamento dos recursos naturais.

Líderes do Grupo:
Maria do Socorro Bezerra de Araújo
Josiclêda Domiciano Galvíncio

Pesquisadores:
Antônio Carlos de Barros Correa
Antônio Celso Dantas Antônio
Josiclêda Domiciano Galvíncio
Maria do Socorro Bezerra de Araújo

Estudantes:
Cristiana Coutinho Duarte
Jefferson Santana Melo
Deivyd Roberto da Silva
Jéssica Bezerra Menezes
Edson Carneiro de Miranda
José Mário Bezerra Filho
Edson Vieira Barbosa Júnior
Keyla Manuela Alencar da Silva Alves
Elvis Berque Mariz Moreira
Sara Fernandes de Souza
Felipe André Carneiro da Silva
Saulo de Lucena Melo
Gustavo Ribeiro da Silva Amorim
Tiago Henrique de Oliveira
Hewerton Alves da Silva
Wagner Nascimento de Melo
Ivan Ighour Silva Sá


MOVIMENTOS SOCIAIS E ESPAÇO URBANO - MSEU

Histórico e objetivo:
O grupo de pesquisa Movimentos Sociais e Espaço Urbano (MSEU) foi fundado em 2000 e está vinculado ao programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal de Pernambuco/UFPE. As pesquisas desenvolvidas têm como foco principal o estudo do papel dos movimentos sociais no processo de construção de territórios de vida garantidores do exercício da cidadania, vislumbrando uma lógica diferente de produção de espaços que não valorize apenas os interesses do mercado, mas, sobretudo, a garantia da qualidade de vida e justiça socioespacial.

Linhas de pesquisa:
• Espaço e cidadania;
• Políticas públicas e produção do espaço;
• Revitalização urbana e inclusão social;
• Serviços, trabalho e espaço urbano.

Integrantes:
Cláudio Jorge Moura de Castilho (coordenador) 
Signe Dayse Castro de Melo e Silva (pesquisadora)
Nancy Siqueira Nery (pesquisadora)
Katielle Susane do Nascimento Silva (graduação)
Doris Jamylla Siqueira L. Campos (graduação)
João Gabriel Nascimento (graduação)
Clairton Gomes dos Santos Júnior (graduação)
Cleiton Ferreira da Silva (graduação)
Débora Virgínia Ferraz de Oliveira (mestre em geografia)
Hugo Arruda de Morais (pós-graduação)
Otávio Augusto Alves dos Santos (graduação)
Kauê Gomes dos Santos (graduação)
Daniel Oliveira (graduação)

 

BIOMA - Grupo de Estudos em Biogeografia e Meio Ambiente

Líder(es) do grupo:

Maria Fernanda Abrantes Torres

 

Repercussões dos trabalhos do grupo

O BIOMA - Grupo de Estudos em Biogeografia e Meio Ambiente - vem desenvolvendo pesquisas nos biomas Manguezal, Mata Atlântica e Caatinga incluídos em Unidades de Conservação do Estado de Pernambuco, no que se refere à distribuição geográfica, fragmentação, degradação, análise espaço-temporal do uso e ocupação do solo, funções e serviços, aspectos socioambientais e análise estrutural da vegetação. Os resultados obtidos a partir dos estudos desenvolvidos pelo grupo vêm contribuindo com informações relevantes,gerando dados que proporcionam as bases científicas para o manejo, gestão e monitoramento ambiental de importantes ecossistemas de Pernambuco, servindo de apoio às políticas ambientais em Unidades de Conservação. No que concerne à produção científica, os projetos desenvolvidos pelo grupo têm possibilitado a elaboração de monografias, dissertações e teses, permitindo que surja maior número de publicações em congressos e revistas especializadas, bem como a apresentação dos resultados em congressos nacionais e internacionais nas áreas de atuação do grupo. No tocante à inovação científica e tecnológica, as linhas de pesquisa propostas pelo grupo auxiliarão na manutenção e desenvolvimento de novas pesquisas na UFPE, um núcleo de excelência nas Ciências Geográficas no Nordeste do Brasil. A importância científica das linhas de pesquisa desenvolvidas pelo grupo se baseia na nova abordagem sistemática para investigar as interações ecológicas em áreas de proteção ambiental.

Pesquisadores

 

 

Clemente Coelho Junior

Janaina Barbosa da Silva

 

Eugenia Cristina Goncalves Pereira

Maria Fernanda Abrantes Torres

 

Fernando de Oliveira Mota Filho

 

 

Estudantes

 

 

Amanda Souto Maior Peixe

Fernanda Gomes Barbosa

 

Analú Santiago da Silva

Glaydson Thales de Albuquerque Rodrigues

 

Anderson Messias Silva

José Gustavo da Silva Melo

 

Cassandra Bárbara Silva de Oliveira

Mariana Pessôa Coelho

 

Fátima Verônica Pereira Vila Nova

 

 

Linhas de pesquisa

 

LECgeo - Laboratório de Estudos sobre Espaço, Cultura e Política

 

Líder(es) do grupo:

Caio Augusto Amorim Maciel

 

Claudio Ubiratan Gonçalves

 

 

 

 

 

 

Espera-se que a linha de pesquisa em Geografia Cultural, atualmente dispersa na Geografia-UFPE, ganhe impulso considerável, promovendo o intercâmbio entre departamentos afins e instituições nacionais e internacionais interessadas nos mesmos temas.O LECgeo atuará não apenas como um laboratório de pesquisas, mas também como um agente nas esferas do ensino e da extensão, promovendo cursos, palestras, trabalhos de campo e estimulando a participação de docentes e discentes da UFPE em eventos científicos e de extensão, contribuindo para uma maior inserção da universidade nessa temática que vem ganhando cada vez mais importância no meio acadêmico e na sociedade: as relações entre cultura e espaço. Para isto, serão realizados seminários periódicos e atividades em parceria com organizações sociais. Igualmente, a atividade do laboratório poderá contribuir tanto para a modernização curricular dos cursos de graduação como também oferecerá suporte para os pós-graduandos, gerando uma sinergia de interesses e favorecendo a inserção e renovação das temáticas da geografia cultural e política em Pernambuco. A reunião de uma bibliografia especializada será uma das prioridades levadas a cabo em estreita relação com o Programa de Pós-Graduação em Geografia/UFPE. Almeja-se maior integração do Departamento de Ciências Geográficas com atividades científicas afins realizadas no Brasil e no mundo, incrementando o intercâmbio cultural e acadêmico.

 

Pesquisadores

 

 

Bruno Maia Halley

Katia Augusta Maciel

 

Caio Augusto Amorim Maciel

Mônica Cox de Britto Pereira

 

Claudio Ubiratan Gonçalves

Paulo Carneiro da Cunha Filho

 

Glauco Vieira Fernandes

Tanya Maria Pires Brandão

 

Estudantes

 

 

Alba Lúcia da Silva Marinho

Maria Vanessa Nunes do Carmo

 

Antonielle Pinheiro da Cunha

Marli Gondim de Araújo

 

Danuza Pereira de Morais

Mathieu Eymeric Cornil Fruleux

 

David Tavares Barbosa

Pedro Paulo Pinto Maia Filho

 

Emilio Tarlis Mendes Pontes

Renato Bruno Gomes de Miranda

 

Jackson Vital Souto

Robson Soares Brasileiro

 

João Ricardo Joventino de Sousa

Wedmo Teixeira Rosa

 

Anamaria Medeiros

Renata Érica Athaide

 

Técnicos

 

 

Cássia Maria Pernambuco Peixoto da Silva - Graduação - Geógrafo

 

Fernando Nicola Chiappetta Júnior - Graduação - Fotógrafo

 

Gilvandro da Cunha Marinho Júnior - Especialização - Assistente de Pesquisa

 

Girlan Cândido da Silva - Mestrado - Geógrafo

 

José Plácido da Silva Júnior - Mestrado - Geógrafo

 

Luann Ribeiro Santos Silva - Geógrafo

 

Linhas de pesquisa

 

 

 

 

CONTATO: http://www.ufpe.br/lecgeo/

 

                   

MOVIEX

Líder(es) do grupo:

Alcindo José de Sá

 

O presente grupo vem trabalhando a problemática da violência urbana na cidade do Recife e seus reflexos nas morfologias espaciais. Sobre essa temática já foram publicados livros ("O Brasil Encarcerado. Das prisões internas aos presídios às presões externas aos presídios: uma Geografia do Medo" e "Por uma Geografia sem Cárceres Públicos ou privados"), monografias e dissertações e inúmeros artigos em periódicos. Também realizamos o I Simpósio Internacional sobre as Geografias da Violência e do Medo. Enfim, buscamos trazer à luz a questão da violência, suas diversas origens e matizes, bem como seus rebatimentos na construção e dinâmica territorial, visando a possibilidade da edificação de um mundo mais solidário; mais cidadão.

Pesquisadores

 

Alcindo José de Sá

José Eleno da Silva

Estudantes

 

Luciana Maria da Cruz

Paulo Sérgio Cunha Farias

Linhas de pesquisa

 

       

OBSERVATÓRIO PERNAMBUCO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E PRÁTICAS SÓCIO-AMBIENTAIS

Líder do grupo:

Jan Bitoun

 

 

 

 

 

O Observatório Pernambuco de Políticas Públicas e Práticas Sócio-Ambientais, sediado no Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFPE, foi criado em 1998 mediante uma cooperação construída, por universitários e por ativistas sociais da Organização Não Governamental FASE-Solidariedade e Educação, objetivando aproximar a produção acadêmica das necessidades da ação social. Em 2000, o Observatório PE vinculou-se a uma ampla rede, presente em várias aglomerações metropolitanas do país - A Rede Observatório das Metrópoles, coordenada pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, IPPUR/UFRJ. Em 2002, essa rede de cooperação se amplia, com a incorporação, no âmbito local, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano, vinculado ao Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPE, que passa a integrar o Observatório PE. Em âmbito local, o Observatório PE desenvolve pesquisas, capacitações, consultorias; participa de seminários, fóruns; e colabora com a agenda de ação social da FASE-PE. Destacam-se as pesquisas relacionadas às políticas de habitação de interesse sócial e às práticas de planejamento urbano e metropolitano visando a redução das desigualdades sócio-ambientais. Em âmbito nacional, participa de pesquisas comparativas das regiões metropolitanas do país, no ämbito do projeto "Observatório das Metrópoles: Coesão Social e Governança Democrática", financiado pelo CNPq / Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia - INCT. Nas atividades do Observatório PE, professores, estudantes e técnicos juntam-se para realizar trabalhos que, mantendo características acadêmicas de rigor científico, respondem a uma demanda oriunda daqueles que, em diversos fóruns consultivos ou deliberativos e juntos aos movimentos sociais, procuram entender e influenciar as políticas públicas urbanas visando a efetiva superação das práticas de exclusão que, até hoje, as caracterizam.

Pesquisadores

 

Demóstenes Andrade de Moraes

Luiz Eugênio Pereira Carvalho

Jan Bitoun

Maria Angela de Almeida Souza

José Gleidson Dantas da Cunha

Maria Rejane Souza de Britto Lyra

Livia Izabel Bezerra de Miranda

 

Estudantes

 

Ailson Barbosa da Silva

Larissa de Sá Menezes

Alexandra Oliveira Luna

Mariana Vieira do Nascimento Souza

Germana Maria Santiago de Mello

Thaís Lima Fernandes da Cunha

Joana D arc Matias de Almeida

 

Técnicos

 

Mônica Roque - Ensino Médio (2o grau) - Assistente de Pesquisa

Linhas de pesquisa

 

 

SOCIEDADE E NATUREZA

Líder(es) do grupo:

Edvânia Tôrres Aguiar Gomes

 

Endereço

Trabalho interdisciplinar articulado em três segmentos: 1. História da medicina; 2. Questão ambiental numa perspectiva histórico-geográfica; e, 3.História , mulheres e gênero. - Constituição de acervos: . particularmente a coleção de documentos - teses e outras obras da área médica dos séculos XIX e início XX) ; . catalogação dessa coleção (catálogo publicado pelo CFCH na forma de paper; a ser publicado pela Editora Universitária da UFPE em 2.000); . constituição de bancos de dados composto de: documentos iconográficos, relatos de viajantes; teses, trabalhos monográficos, plantas, gravuras, mapas, entre outros. . atendimento ao público inclusive com pesquisadores de outras instituições nacionais e internacionais. . Trabalhos com grupo de alunos da graduação. - Pesquisas articuladas, com desdobramentos em história da saúde e da eugenia, (Carlos Miranda), ambiental (Edvânia Torres e Christine Dabat), gênero (Fátima Guimarães) - Publicações (ver currículos dos membros) - Trabalhos e orientação para alunos de graduação e pós-graduação dos Departamentos de História, Geografia, Serviço Social, e Desenvolvimento e Meio Ambiente da UFPE. - Disciplina obrigatória no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente; aulas no Mestrado em anatomia patológica da UFPE; disciplina na pós-graduação em História, palestras diversas, uma disciplina nos cursos de Especialização Educação ambiental como Instrumento de gestão na UPE/Faculdade de C. da Administração; - Grupos de Estudos específicos: história da saúde e da medicina; gênero etc. - Extensão: participação em programas internos à Universidade Federal de Pernambuco; orientação de pesquisas a serem apresentadas no CONIC e outros eventos científicos.

Pesquisadores

 

 

Carlos Alberto Cunha Miranda

Edvânia Tôrres Aguiar Gomes

 

Christine Paulette Yves Rufino Dabat

Ruskin Marinho de Freitas

 

Estudantes

 

 

Alderlan Wellington de Oliveira Silva

Mariana de Abreu Momesso

 

Andrezza Monteiro Alves

Mariana Zerbone Alves de Albuquerque

 

Fernanda Cornils Monteiro Benevides

Mateus de Sá Barreto Barros

 

Gevson Silva Andrade

Mateus Samico Simon

 

Leticia Almeida de Paula

Michel Saturnino Barboza

 

Leticia Detoni Santos da Costa

Paulo Alves Silva Filho

 

Luciana Rodrigues da Costa

Pedro Ricardo da Cunha Nóbrega

 

Maiara Gabrielle de Souza Melo

Severino Miguel dos Santos Filho

 

Linhas de pesquisa

 

 

 

               

TROPOCLIMA - CLIMATOLOGIA TROPICAL E EVENTOS EXTREMOS

Líder(es) do grupo:

Ranyere Silva Nóbrega

 

Hernani Loebler Campos

 

 

 

A maior parte dos desastres naturais que ocorrem no Brasil estão relacionados com a dinâmica da atmosfera. Neste contexto, o GEPEC tem como meta principal investigar os sistemas climáticos e a ocorrência de eventos extremos, com foco na interação oceano-atmosfera e energética da atmosfera. Tais atividades de pesquisa são realizadas utilizando dados observacionais, de sensoriamento remoto e de modelos numéricos de previsão do tempo e clima, bem como atividades de campo, com coleta de dados, com o intuito de gerar conhecimento sobre a temática pesquisada subsidiando tomadas de decisão para políticas públicas de curto, médio e longo prazo. Os fenômenos extremos relacionados a atmosfera não podem ser evitados, e por tal motivo, entendemos que compreender os processos dinâmicos do clima em conjunto com análises geográficas da região Nordeste, utilizando tecnologias atuais podem mitigar os impactos causados.

Pesquisadores

 

Carlos Antonio Costa dos Santos

Francisco de Assis Salviano de Sousa

Djane Fonseca da Silva

Hernani Loebler Campos

Enilson Palmeira Cavalcanti

Josiclêda Domiciano Galvíncio

Enio Pereira de Souza

Ranyere Silva Nóbrega

Estudantes

 

Alcionilton de Freitas Junior

Jaqueline Nubia de Queiroz

Deivide Benicio Soares

Josenildo Luiz de França

Elvis Bergue Mariz Moreira

Keyla Manuela Alencar da Silva Alves

Gabriela Ayane Chagas Felipe Santiago

Rafhael Fhelipe de Lima Farias

Geórgia Cristina de Sousa Oliveira

Thalles Augusto da Silva Santos

Jacicleide Ramos de Souza

 

Linhas de pesquisa