Voltar

Reitor Alfredo Gomes aponta necessidade de esforço coletivo para recuperar o Rio Capibaribe

Evento reuniu ex-bolsistas no Japão e autoridades japonesas que comemoram parceria com a UFPE

Durante a abertura do seminário em comemoração dos 35 e 60 anos, respectivamente, da Associação Nordestina de Ex-Bolsistas e Estagiários no Japão (Anbej) e da Agência Japonesa de Cooperação Internacional (Jica), realizado hoje (22), o reitor Alfredo Gomes convocou as autoridades japonesas presentes - o chefe da Jica no Brasil, Hiroshi Sato, e o cônsul-geral do Japão no Recife, Jiro Maruhashi - para reunirem esforços com a Universidade “a fim de se lançar uma pauta de longo prazo em prol da revitalização do Rio Capibaribe”.

Foto: Passarinho

Durante o evento, foram debatidas as parcerias existentes

“Precisamos aglutinar conhecimento científico e técnico, além de recursos e experiências a fim de implementar práticas sustentáveis e de levar as ações da Universidade para além dos seus muros”, defendeu o reitor, na abertura do evento. A agência japonesa, que é apoiadora da Anbej, promove ações em parceria com a UFPE, por meio do Núcleo de Saúde Pública e Desenvolvimento Social (Nusp), para projetos como o Municípios Saudáveis e a interiorização do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para o vice-reitor Moacyr Araújo, que também recepcionou a comitiva nipônica no Gabinete do Reitor, os frutos dos investimento da Jica na UFPE e os conhecimentos trazidos pelos ex-bolsistas brasileiros no Japão dever ser cultivados. “A gente tem que continuar a semear esse intercâmbio de formação de pessoas, pois o futuro precisa disso; mas também devemos ampliar essa cooperação par além da formação”, afirmou. Para ele, as pautas ligadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU “abrem uma avenida de possibilidades”.

Também estiveram presentes ao evento, que prossegue até as 17h no auditório da Biblioteca Central, o presidente da Anbej, Valdir Luna, e a diretora do Nusp e também secretária da Anbej, Socorro Freire, além do coordenador da Jica no Brasil, Katsuya Ishihara, e do secretário de Saúde do Brejo da Madre Deus, José Edson de Souza. O município do Agreste pernambucano, na década de 80, foi beneficiado com programas do Nusp/Jica, quando "conseguiu reverter índices negativos da área de saúde", segundo o secretário.

Data da última modificação: 22/11/2019, 16:28