Voltar

NTVRU realiza Audiência Pública para discutir criação do Conselho Curador na próxima segunda-feira (17)

As inscrições para participação na Audiência Pública do Conselho Curador podem ser realizadas on-line

Após quatro meses de trabalho intenso, está definida a data para a Audiência Pública que marcará a primeira experiência de criação do Conselho Curador do Núcleo de TV e Rádios Universitárias da UFPE. Na próxima segunda-feira (17), das 14h às 18h, a audiência assinalará a culminância de todo um processo que teve início com a construção de um grupo de trabalho para elaborar as propostas do novo Regimento e do Regimento do Conselho Curador da NTVRU.

As inscrições para participação na Audiência Pública do Conselho Curador podem ser realizadas neste endereço. O reitor Alfredo Gomes, o vice-reitor Moacyr Araújo e a superintendente de Comunicação Carol Dantas farão as falas de abertura.

Todo o processo de criação do Conselho Curador foi construído de maneira consensual no interior de um Grupo de Trabalho e todas as questões que acabaram gerando polêmica ficaram para serem decididas em função das contribuições dos servidores, no caso do GT da proposta de Regimento do Núcleo e da Audiência Pública para a proposta do Conselho Curador. 

“Será o momento de onde iremos estabelecer um diálogo direto entre a proposição de um grupo que foi formado especialmente para construir a proposta de Regimento do Conselho Curador e a sociedade civil pernambucana. É o espaço ideal para o estabelecimento desse diálogo direto entre um grupo de trabalho, entre uma proposta, e a sociedade civil. É um espaço de participação, de democracia direta, como alguns outros na Constituição de 1988, com plebiscito, referendo, emendas de iniciativa popular”, diz o professor Marco Mondaini, diretor do NTVRU e que coordenará o diálogo na audiência.

O Conselho Curador terá natureza consultiva e deliberativa e entre as propostas do seu Regimento está a composição com 30 membros, sendo 15 titulares e 15 suplentes. Destes, 14 serão representantes da UFPE – servidores técnico-administrativos dos três campi (Recife, Vitória e Caruaru) e do NTVRU; estudantes e docentes; e 16 representantes da sociedade civil escolhidos por meio de processo eleitoral público. “Essa audiência é uma experiência microscópica, mas um espaço fundamental que é um espaço de comunicação de três emissoras públicas – TV Universitária, Rádio Universitária FM e Rádio Paulo Freire AM. Um espaço de comunicação muito importante para o estado de Pernambuco, em que a sociedade civil tem que atuar e se fazer presente. Um exemplo de como as democracias podem renascer”, ressalta Mondaini.

Data da última modificação: 11/08/2020, 17:48