Curricularização/Creditação da Extensão Curricularização/Creditação da Extensão

Conforme a Resolução 09/2017, proferida pelo Conselho Coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão (CCEPE), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a estrutura curricular de cada curso deve destinar no mínimo 10% do total de créditos exigidos, para a integralização dos cursos de graduação, à realização de Ações Curriculares de Extensão (ACEx). O imperativo desse ajuste surgiu da necessidade de efetivação do princípio constitucional da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

Na esfera da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), desde 2014, ações têm sido desenvolvidas com o objetivo de destacar a importância e a centralidade da extensão na formação do aluno, como a criação de uma comissão vinculada à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, cujos membros (oriundos de centros acadêmicos, da Proexc e da Proacad) têm se dedicado a estudar, a propor e a formular subsídios e encaminhamentos, dando apoio ao processo de curricularização da extensão.

 

No processo formativo dos estudantes universitários, o tripé ensino/pesquisa/extensão promove a articulação da ciência, da cultura e do trabalho. Assim, a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão favorece a escuta, a reflexão, a investigação, o diálogo, a criatividade, a criticidade, a elaboração teórico-prática e a participação cidadã, compreendendo os sujeitos em suas diversas dimensões, na sobreposição dos diferentes  campos da realidade social, como o campo da ética, o da política, o da cultura e o da economia.

 

Portanto, ancorar a prática pedagógica no tripé indissociável extensão/ensino/pesquisa é optar por um projeto educativo que não se assente exclusivamente em ideias, mas igualmente em sentimentos e em valores. Pratica-se, assim, um ideal de formação acadêmica que persegue outro perfil civilizatório, não mais definido apenas pelo mercado, nem tampouco pelo Estado sozinho, mas gerado no confronto e no compartilhamento de percepções e de posicionamentos, com a participação efetiva das comunidades envolvidas, objetivando que o aprendido conduza sempre a realidades mais promissoras, de justiça, de compreensão e de respeito à diversidade cultural.

Saiba mais sobre Curricularização da Extensão neste link.