Back

Homenagens, premiações e publicação de livro marcam último dia da Jornada Científica do HC

Foram apresentados 98 trabalhos (30 orais e 68 pôsteres) de conclusão das Residências Médica, Multiprofissional, de Enfermagem e de Nutrição

Foto: Unidade de Comunicação do HC/Ebserh

Premiados comemoram resultados dos trabalhos avaliados

O segundo e último dia (13) da V Jornada Científica das Residências em Saúde do Hospital das Clínicas da UFPE, unidade vinculada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), foi marcado por apresentações de trabalhos, homenagens, premiações e a publicação do livro, realizadas no Auditório Professor Dênis Bernardes, no Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da UFPE.

Foram apresentados 98 trabalhos (30 orais e 68 pôsteres) de conclusão das Residências Médica, Multiprofissional, de Enfermagem e de Nutrição do HC. Eles foram analisados por equipes de avaliadores que atribuíram notas. Os autores dos três trabalhos de maior nota nas categorias oral e pôster foram premiados.

Na apresentação oral, o primeiro lugar foi de Iasmin Maria de Oliveira, da Residência Multiprofissional Integrada em Saúde (Psicologia em Nefrologia), seguido por Liliane de Andrade Carvalho, da Residência Médica em Gastroenterologia, e Luís César de Medeiros, de Nutrição Clínica. Eles receberam premiação em dinheiro.

Na categoria pôster, o primeiro lugar ficou com Gustavo César de Melo Calado, de Anestesiologia; o segundo, com Raíssa Gabriela Vieira, de Ecocardiografia; e o terceiro com Amanda Braz do Lago, de Nutrição Clínica.

Para Iasmin Oliveira, ganhar o primeiro lugar demonstra a importância da produção científica sobre o tema e também a valorização das pesquisas qualitativas em saúde. “Além disso, significa representar toda uma equipe multiprofissional que tanto luta diariamente por reconhecimento e por uma assistência pautada na interdisciplinaridade”, afirmou. Ela ainda explica que o desejo em pesquisar sobre a articulação entre cuidados paliativos e Nefrologia surgiu ainda no início da residência. “Meu interesse surgiu ao observar que havia uma necessidade de discussão sobre a temática entre a equipe multiprofissional, principalmente em relação aos pacientes em Hemodiálise”, enfatizou.

Durante o evento, foram distribuídos 50 livros contendo os 16 trabalhos mais bem avaliados na Jornada Científica do ano passado. Publicados pela Editora UFPE, o livro intitulado “IV Jornada Científica das Residências em Saúde do HC-UFPE: uma contribuição na construção do conhecimento” está à disposição dos residentes e preceptores, que devem procurar as coordenações de suas residências.

Houve ainda sorteio de brindes com os participantes e homenagem aos preceptores das residências. Confira a lista de homenageados aqui. 

“A GEP do HC, ao promover eventos como esse, contribui para fortalecer e dar visibilidade à missão do hospital universitário que é fazer ensino, pesquisa e extensão em saúde. Além disso, a jornada estimula a divulgação do conhecimento que é produzido pelos residentes do hospital”, comenta a coordenadora da Jornada e gerente interina de Ensino e Pesquisa, Thatiane Bezerra.

CONFERÊNCIA – Pela manhã, foi realizada a Conferência “Saúde e Sustentabilidade”, ministrada pelo pesquisador da UFPE Douglas Viana, doutor em Inovação Terapêutica. Durante a palestra, ele discorreu sobre a importância de vários temas e gerou reflexões sobre desenvolvimento sustentável, segurança alimentar, consumo consciente, o impacto das mudanças climáticas, responsabilidade ambiental, negócios inovadores, entre tantos outros, e sua relação com a saúde vista de forma completa (física, mental e ambiental).

“O nosso planeta tem recursos finitos, que precisam ser utilizados de forma consciente por todos. Estudos indicam que, em 50 anos, se nada for feito, seriam necessários dois planetas para suprir toda a demanda da população por água, comida e fontes de energia, por exemplo”, explicou Douglas. “O meio ambiente é causa e cura das doenças”, completa, alertando para o uso excessivo de agrotóxicos no Brasil (o produto tem relação com diversos tipos de cânceres), a falta de saneamento básico, a poluição crescente e o desmatamento dos diversos ecossistemas.

Outro ponto importante abordado por Douglas Viana foi o descarte correto do lixo e dos resíduos, incluindo os médico-hospitalares. “O lixo é apenas uma matéria-prima que está fora do lugar. Com a destinação correta, ele vai gerar outros produtos”, atestou.

Antes e depois da conferência, 12 trabalhos foram apresentados de forma oral no auditório e analisados pelos avaliadores. À tarde, outros 23 foram expostos em forma de pôster e também avaliados.

Date of last modification: 14/02/2020, 16:13