Serviços Serviços

A Diretoria LGBT, instância ligada diretamente ao Gabinete do Reitor, é responsável pela execução da “Política LGBT da UFPE” cujo objetivo primordial é favorecer o ACOLHIMENTO, a INSERÇÃO e a PERMANÊNCIA da comunidade LGBT da UFPE. Sendo assim, ela coordenará e implementará as ações afirmativas e os projetos relacionados aos direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais e Intersexuais. 

 

1. AÇÕES PREVENTIVAS: 

•Projeto “VAI TER TRANS NA UFPE, SIM!” - Visando minimizar os efeitos das desigualdades sociais e regionais, reduzir as taxas de retenção e evasão escolar das pessoas travestis, transexuais, transgêneros e intersexuais, bem como, promover a inclusão social pela educação, garante a prioridade no acesso a bolsa de manutenção dessa população, desde que atenda aos critérios estabelecidos pela Pró-Reitoria para Assuntos Estudantis (PROAES). 

•Lançamento da “Campanha de sensibilização e concientização da comunidade da UFPE em relação a utilização do nome social e uso do banheiro pelas pessoas trans” que foi criada pela PROCIT em parceria com docente e alunos/as trans. 

•Projeto “No Mundo do Trabalho Cabe Todas as Cores” – objetiva criar parcerias com instituições públicas e privadas para inserção dos/as alunos/as LGBT no mundo do trabalho. 

•Elaboração do programa “Na UFPE Ninguém Precisa Ficar no Armário” que será realizado por docentes e alunos/as LGBT, na grade da TVU. 

•Campanhas de AFIRMAÇÃO dos DIREITOS LGBT. 

•Exposições intinerantes e cine-debates voltados à temática LGBT. 

•Cursos de sensibilização e conscientização de servidores em relação à temática LGBT.

2. AÇÕES PROTETIVAS: 

•Criação de um aplicativo para mapear e denunciar LGBTfobia na UFPE. 

•Elaboração de um regimento ético que preveja punições para homo-lesbo-bi-trans-fobia na UFPE. 

•Criação da Ouvidoria da Diversidade.

3. AÇÕES DIRECIONADAS À SAÚDE DA POPULAÇÃO LGBT: 

•Ampliação do quadro de funcionários/as e construção de um novo local para o “ESPAÇO DE ACOLHIMENTO E CUIDADO PARA PESSOAS TRANS DO HC-UFPE” que ficará subordinado à “Diretoria de Assuntos LGBT” garantindo mais autonomia e aumento de verbas. 

•Criação da LINHA DE CUIDADO LGBT no SPA (Serviço de Psicologia Aplicada)

4. AÇÕES DE PESQUISA E DE EXTENSÃO RELACIONADAS À QUESTÃO LGBT: 

•Produção de uma linha editorial LGBT respeitando a questão da endogenia. 

•Elaboração de Editais de fomento para pesquisa e extensão relacionadas à problemática LGBT. 

•Criação do Prêmio MÁRCIA ARÁN – “ESTUDOS DE GÊNEROS E SEXUALIDADES NA UFPE” - objetiva estimular e fortalecer as pesquisas sobre a temática LGBT, através de um concurso de monografias, artigos científicos, dissertações e teses. Os trabalhos serão avaliados por pareceristas especialistas na área e externos da UFPE. 

•Realização de Congressos, Seminários e Eventos voltados à temáticas LGBT.