Departamento de Engenharia Química - DEQ

Sobre o Departamento Sobre o Departamento

O Departamento de Engenharia Química (DEQ) atualmente abriga três cursos de graduação – Engenharia Química (integral), Engenharia de Alimentos (integral) e Química Industrial (noturno); um curso de pós-graduação de Mestrado e Doutorado em Engenharia Química; e um curso de especialização em processamento químico do petróleo em nível de graduação e pós-graduação como parte do Programa de Recursos Humanos (PRH) da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Gás Natural e Biocombustíveis.

O DEQ mantém diversos convênios de cooperação com renomadas instituições nacionais e internacionais. Com a Universidad de Valladolid (Espanha), os alunos de graduação do curso de Engenharia Química podem obter a dupla titulação, no Brasil e na Comunidade Econômica Européia.

O DEQ também tem recebido destaque na aprovação de um substancial volume de recursos para projetos de pesquisa científica e tecnológica através dos fundos setoriais, em particular no CTPETRO. Esses recursos, juntamente com uma forte interação com empresas do setor produtivo, têm permitido ao DEQ estabelecer uma competência amplamente reconhecida em pesquisa científica e tecnológica em diversas áreas da Engenharia e da Química.

O DEQ ainda destaca-se por uma intensa atividade de extensão, caracterizada pela oferta de cursos, organização de eventos, e pela prestação de serviços para a comunidade interna da UFPE, para o setor produtivo e para a sociedade em geral. Através de seus diversos laboratórios e das oficinas mecânica, hialotécnica e eletrônica, o DEQ oferece serviços de análise físico-química e bacteriológica de águas, solos, fertilizantes, combustíveis, derivados de petróleo, álcool, biodiesel, açúcar, polímeros, plásticos, fibras, filmes, papel, cimento, tecidos, alimentos, e serviços de usinagem, solda, confecção de vidraria, conserto de equipamentos de laboratório, e consultoria em meio ambiente e em vários segmentos industriais.

 

Histórico

No contexto evolutivo que permeia a formação e a atuação de profissionais com processos de transformação, situa-se o Estado de Pernambuco, a partir da década de vinte, quando se iniciaram os primeiros cursos de química da região.

Acompanhando as necessidades da indústria do açúcar, a química dos processos tecnológicos pôde, a exemplo do desenvolvimento da indústria mundial da época, servir à produção de bens, alimentos e serviços, atendendo à demanda emergente e crescente. A Escola de Química de Pernambuco formou gerações de químicos e químicos industriais, fazendo valer sua vocação para os ensinos da ciência e da tecnologia da transformação.

O ensino da Química Tecnológica em Pernambuco iniciou-se com o Curso de Química Industrial, anexo à Escola de Engenharia de Pernambuco, criado em 15 de setembro de 1920 em face do contrato com o Governo Federal assinado em 12 de julho de 1920. Pelo Decreto nº 528 de 13 de setembro de 1940, o curso passou para a jurisdição do Estado de Pernambuco integrando a Escola Superior de Agricultura de Pernambuco.

Posteriormente, em decorrência da Lei nº 50 (lei dos Meios) da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o Curso foi desmembrado por Decreto Estadual nº 39 de 20 de março de 1948, tomando o nome de Escola de Química e em 10 de junho de 1949, incorporada à então Universidade do Recife, mais tarde federalizada pela Lei nº 1264 de 04 de dezembro de 1950.

Atualmente, o Departamento de Engenharia Química (DEQ) faz parte do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG) da UFPE.

 

Fotos

Aula Inaugural para alunos de Química Industrial no período 2017.1

 

Laboratório do DEQ.

 

Sala de aula do DEQ.

 

Inauguração do prédio novo de Engenharia de Alimentos em 2016.

Contato Contato

Escolaridade
(81) 2126 8717 ou 2126 7293
Secretaria Geral
(81) 2126 8238

Localização Localização