Voltar

Sexta edição da série Pandemia e Sociedade da Fundaj discutirá efeitos do isolamento social no combate à Covid-19

Entre os palestrantes está a professora Tatiane Menezes, da UFPE

Da Assessoria da Fundaj 

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, pesquisas científicas do Brasil e do mundo apontam o distanciamento social como uma medida eficaz no combate à doença. O assunto será abordado na 6° edição da série Pandemia e Sociedade, com o tema “Disseminação da Covid-19 e Impactos do Isolamento Social em Cidades do Nordeste”. A Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), por meio de sua Diretoria de Pesquisas Sociais (Dipes), convidou a doutora em Economia, pesquisadora e professora da UFPE Tatiane Menezes e o doutor em Estatística, pesquisador e professor da UFPE Raydonal Ospina para o debate. Eles dialogarão, baseando-se em suas pesquisas recentes sobre o assunto. 

A mediação é da pesquisadora Cristine Bonfim, do Núcleo de Estudos em Estatísticas Sociais (Nees) da Fundaj. O evento virtual acontece amanhã (20), às 16h, por transmissão de vídeo no canal da Fundaj no YouTube. 

“A ideia desta edição é ver como as pesquisas dos convidados podem ser úteis nas decisões de abertura e volta às atividades. Os artigos são extremamente técnicos e com muito instrumental estatístico e matemático. Sendo assim, eles explicarão as conclusões que encontraram e depois partirão para uma análise da nossa atual situação”, afirmou o diretor da Dipes, Luis Henrique Romani.

A pesquisa intitulada “Avaliação do Impacto da Distância Social nos Casos e Mortes da Covid-19 no Brasil: Uma Abordagem Diferença-em-Diferenças com Variável Instrumental” teve a participação de Tatiane Menezes, juntamente com mais quatro pesquisadores. “Resumindo, o trabalho calcula o impacto do isolamento social sobre o número de mortes e sobre o número de casos de Covid-19 nos estados brasileiros”, afirma ela. É a partir desse material que a pesquisadora fará suas considerações no debate. Sobre suas análises, ela destaca: “Se o isolamento social no Estado de Pernambuco tivesse sido de 71%, o número de casos teria sido reduzido de aproximadamente 400 pessoas por 100 mil habitantes e teriam morrido aproximadamente 12 pessoas a menos a cada 100 mil habitantes.”

Já o pesquisador Raydonal Ospina participou da pesquisa “Análise de curvas epidêmicas da Covid-19 via modelos generalizados de crescimento: Estudo de caso para as cidades de Recife e Teresina”. “No bate-papo, irei tratar de uma classe bem específica de modelos de crescimento, e sobre como esses modelos podem ajudar a monitorar e classificar a fase em que se encontra uma determinada curva epidemiológica. Cidades do Nordeste são casos específicos dessa discussão”, afirma Raydonal. Dessa forma, o pesquisador poderá relacionar seus estudos com a situação atual das medidas de isolamento social no Nordeste.

CONVIDADOS – Tatiane Almeida de Menezes tem graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado em Economia. Sua principal linha de pesquisa inclui-se no campo de análise do desenvolvimento regional. Seus estudos se concentram nas subáreas: saúde, educação, pobreza e avaliação de políticas públicas. Como professora do Departamento de Economia da UFPE, ela atua na graduação e na pós-graduação, lecionando cursos na área de Economia Regional e Urbana, Microeconometria e Economia do Trabalho. Atualmente, também é coordenadora do Programa de Pós-Graduação Profissional em Gestão e Economia da Saúde (PPGGES). Além de ser membro da Associação Brasileira de Estudos Regionais (ABER) e da Regional Science Association International (RSAI).

Raydonal Ospina tem graduação, mestrado e doutorado em Estatística. Além disso, realizou pós-doutoramento no Instituto de Computação da Universidade Federal de Alagoas. Foi chefe do Departamento de Estatística da UFPE entre 2011 e 2014 e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Estatística da UFPE entre 2017 e 2019. Atualmente é professor, membro permanente dos Programas de Pós-Graduação em Estatística (PPGE) e Economia (PIMES) da Universidade Federal de Pernambuco e desenvolve pesquisas em modelagem estatística de sistemas complexos.

Data da última modificação: 19/08/2020, 15:54

Contatos Contatos

Secretaria da Diretoria

Centro de Ciências Sociais Aplicadas Av. dos Economistas, s/n Cidade Universitária 50670-901 Recife-PE

(81) 2126.8360
Coordenação Setorial de Extensão e Cultura
(81) 2126-8871
Coordenação de Turismo
(81) 2126-8751
Coordenação de Hotelaria
(81) 2126-8758
Coordenação de Secretariado
(81) 2126-8367
Coordenação de Serviço Social
(81) 2126-8373
Coordenação de Ciências Econômicas
(81) 2126-8380
Coordenação de Ciências Atuariais
(81) 2126-7739 / 8376
Coordenação de Ciências Contábeis
(81) 2126-8372
Coordenação de Administração
(81) 2126-8366
Coordenação Setorial Acadêmica (Escolaridade)
(81) 2126-8365
Ouvidoria Setorial do CCSA
(81) 2126-8917
Comunicação do CCSA
(81) 2126-8917

Direção Direção

Direção
Prof. Zionam Rolim
(81) 2126-8360
Vice-Direção
Prof. Marcos Oliveira
(81) 2126.8360