Voltar

UFPE lamenta falecimento da professora Kenia Valença Correia

Ela era coordenadora do Laboratório de Etnoecologia e Educação Ambiental do Departamento de Zoologia

A UFPE lamenta o falecimento, ocorrido no dia 30 de julho, da professora recém-aposentada Kenia Valença Correia, do Departamento de Zoologia do Centro de Biociências (CB), Campus Recife. Ela era coordenadora do Laboratório de Etnoecologia e Educação Ambiental do Departamento de Zoologia. Além disso, foi uma das pioneiras na área de meio ambiente no Estado de Pernambuco.

Kenia Valença Correia tinha bacharelado e licenciatura em Ciências Biológicas (1978 e 1980, respectivamente), ambos pela UFPE. Possuía Especialização em Ecologia (1980), pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE); Especialização em Curso Avançado em Zooplancton Marinho (1982), pela
Universidade Federal do Paraná (UFPR); Mestrado em Zoologia (1984), pela UFPR; e Doutorado em Ciências (1992), pela Universidade Nacional Autônoma do México (Unam).

“Kenia foi uma das ambientalistas mais ativas em Pernambuco. Participou da criação do Parque Nacional do Catimbau. Foi uma das criadoras do PPG [Programa de Pós-Graduação] em Biologia Animal [da UFPE]. Participou do PPG em Engenharia de Minas [da UFPE], Morfotecnologia. Orientou o primeiro trabalho de Educação Ambiental no Brasil”, disse o professor Gilberto Rodrigues, do Departamento de Zoologia e membro da Rede UFPE SOS Mar.

A professora tinha experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas, atuando principalmente nos seguintes temas: Diagnóstico e Avaliação Ambiental, Monitoramento e Auditoria Ambiental, Gestão Ambiental em Área de Mineração, Educação Ambiental, Programas Ambientais, Reciclagem, Impacto Ambiental, Problemas Ambientais com ênfase no Semiárido Nordestino e Etnoecologia.

Kenia Valença Correia deixa duas filhas. A UFPE se solidariza com familiares e amigos da professora neste momento de profunda tristeza.

Data da última modificação: 03/08/2020, 14:48