Voltar

UFPE e Porto do Recife assinam acordo de cooperação técnica

Parceria vai permitir à Universidade utilizar as instalações do Porto para ancoradouro/atracação do navio-escola Ciências do Mar IV

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e o Porto do Recife assinaram, na manhã de ontem (15), no Gabinete do Reitor, acordo de cooperação técnica que tem como objetivo permitir à Universidade utilizar as instalações do Porto para ancoradouro/atracação do navio-escola Ciências do Mar IV. O documento, assinado pelo reitor Alfredo Gomes e pelo presidente do Porto do Recife, Carlos Vilar, envolve ainda a possibilidade de uma ampla parceria entre as partes no que diz respeito a atividades de ensino, pesquisa e extensão envolvendo as ciências náuticas.

Foto: Anderson Lima

Gestores firmam parceria no Gabinete do Reitor

“O convênio é muito importante para a Universidade porque permite, primeiro, que um novo equipamento que estamos recebendo, que é o navio-escola, seja acomodado no Porto do Recife; mas também tem sua relevância a partir das parcerias que serão feitas no que concerne ao processo de formação e pesquisa da UFPE na área portuária e oceanográfica e também relativas a projetos de extensão”, afirma o reitor Alfredo Gomes, que vê a iniciativa como um ponto de partida para importantes projetos nas áreas de ensino, pesquisa e extensão.

Presidente do Porto do Recife, Carlos Vilar também enxerga a cooperação como um passo relevante para um futuro promissor. “Com esse equipamento, que eu chamo de um braço da Universidade dentro do Porto, a gente vai poder criar uma aproximação da comunidade com o Porto. Além da comunidade científica, a comunidade de alunos de escolas públicas e privadas, em um horizonte muito promissor para a formação de profissionais que vão se dedicar a essa atividade”, avalia.

Previsto para chegar ao Porto do Recife em outubro, o “Laboratório de Ensino Flutuante – Embarcação Ciências do Mar IV” irá reforçar as atividades de ensino e pesquisa dos cursos de graduação e pós-graduação de todas as universidades da Região Nordeste que possuem cursos na área de Ciências do Mar. A embarcação será gerida pela UFPE – junto com a empresa Ipom Marine – e contribuirá com horas de embarque dos estudantes de graduação em Oceanografia, carga horária exigida para obtenção do diploma; possibilitará aos estudantes dos cursos de graduação e pós-graduação participarem das aulas teóricas e práticas em campo/mar; dará segurança e estrutura física necessárias aos estudantes embarcados; e fornecerá informações aos estudantes para o desenvolvimento de monografias, dissertações e teses.

“Esse convênio abre a possibilidade de promovermos uma série de ações de cooperação com o Porto do Recife, envolvendo Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação. A ideia é contribuirmos para o conceito de um ‘Porto do Recife Vivo’, mais integrado à cidade e à sociedade. A chegada e a atracação da embarcação Ciências do Mar IV no Porto é apenas a ponta do iceberg”, avalia o vice-reitor Moacyr Araújo, que também é professor do Departamento de Oceanografia da UFPE. Conforme explica também professor Alex Costa Silva, do Departamento de Oceanografia da UFPE e coordenador do “Laboratório de Ensino Flutuante – Embarcação Ciências do Mar IV”, diversas atividades que envolvem as ciências marítimas poderão ser desenvolvidas na embarcação. “Isso irá abranger tanto o curso de Oceanografia, como o de Biologia Marinha e Engenharia de Pesca. Outros cursos também podem estar vinculados, como Engenharia Naval e Engenharia Mecânica. Essa embarcação é um laboratório e, graças a ela e a esse convênio, teremos essa janela voltada para o mar”.

O navio está sendo construído no estaleiro Inace, em Fortaleza (CE), e possui 32m de comprimento, calado de 2,7m, boca moldada de 7,9m e capacidade de tripulação para oito pessoas mais 18 passageiros (alunos e professores). Tem autonomia segura para dez dias de navegação, possui equipamentos de navegação e segurança, além de equipamentos científicos de casco para hidroacústica, sísmica e física. Na UFPE, além de Oceanografia, alunos de cursos como Engenharia Naval, Engenharia Cartográfica, Engenharia Mecânica, Arqueologia, Geografia, Ciências Biológicas e de cursos de pós-graduação serão beneficiados pelas atividades de formação viabilizadas pelo navio.

Data da última modificação: 17/09/2020, 17:45