Voltar

UFPE divulga fases e diretrizes gerais para retomada das atividades

Documento se baseia nas recomendações de segurança e controle de riscos para a situação de disseminação comunitária do vírus SARS-CoV-2

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) lançou hoje (2) as diretrizes gerais para a retomada das atividades na UFPE. O documento apresenta uma síntese do planejamento e das diretrizes que vêm sendo elaborados pela Administração Central para adequações a serem instituídas, com base nas recomendações de segurança e controle de riscos para a situação de disseminação comunitária do vírus SARS-CoV-2.
 
“O documento, construído coletivamente, traz o conjunto de informações que devem orientar a evolução da retomada segura das atividades de ensino, pesquisa e extensão, bem como o funcionamento dos diferentes níveis de gestão da UFPE”, explica o coordenador do Grupo de Trabalho para Enfrentamento da Covid-19 (GT Covid-19), o vice-reitor Moacyr Araújo. 
 
O plano geral divide a retomada das atividades nas seguintes fases:
 
Fase 0: Ações emergenciais e estabelecimento inicial de parcerias para enfrentamento à Covid-19;
Fase 1: Retomada das aulas da pós-graduação stricto sensu, Bloco Vida do Hospital das Clínicas e consolidação de novas parcerias estratégicas;
Fase 2: Retomada das atividades não Covid-19 dos serviços de saúde;
Fase 3: Retomada gradual de atividades não Covid-19 de laboratórios de pesquisa;
Fase 4: Retomada das aulas da graduação de forma remota e dos estágios obrigatórios remotos e presenciais;
Fase 5: Abertura gradual das clínicas-escola e laboratórios de ensino;
Fase 6: Retomada das atividades administrativas de forma híbrida (remota e presencial); e
Fase 7: Retomada de atividades regulares de ensino, pesquisa e extensão de forma híbrida (remota e presencial)
 
A Universidade atualmente se encontra na Fase 4. As fases 5 a 7 se encontram em planejamento e ainda não têm data definida para acontecer. A fase 5 será realizada com readequação dos horários de atendimento nas clínicas-escola. Já os laboratórios de ensino serão reabertos para atividades práticas e estágios, com ampliação gradual de atividades diárias e reduzido número de estudantes por subturma, respeitando as orientações para distanciamento e seguindo os protocolos de biossegurança.
 
Cabe ressaltar que as atividades e serviços essenciais da/na UFPE, tais como segurança institucional, entre outros, foram mantidos ao longo de todo o período da pandemia, considerando protocolos de biossegurança e recomendações das autoridades sanitárias. As demais atividades de gestão da Universidade se mantiveram e vêm sendo realizadas remotamente, inclusive as reuniões de seus Conselhos Superiores, como o Conselho Universitário (Consuni), por exemplo.
 
Para a Fase 6 de retomada das atividades administrativas em modo híbrido (presencial e remoto), o GT Covid-19 está compilando todos os planos de retomada que foram solicitados aos diferentes setores que compõem a gestão universitária (pró-reitorias, superintendências, unidades estratégicas, núcleos, Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade – Fade etc.). Essas contribuições farão parte de um documento/produto do GT Covid-19, já em elaboração, descrevendo as sequências de etapas para a implantação do sistema híbrido, considerando as especificidades de cada setor.
 
ATIVIDADES ACADÊMICAS – A última etapa do plano, a Fase 7, prevê a retomada das atividades acadêmicas regulares por meio híbrido, ou seja, remoto e presencial. Nesta fase, será possível realizar convenções e outros eventos, desde que utilizem protocolo para triagem do estado de saúde dos participantes, e apresentado previamente à Administração Central. A viabilidade desta fase será possível pela consolidação dos protocolos de biossegurança e pela garantia de condições sanitárias, bem como pela observação dos requisitos institucionais e epidemiológicos para a segurança da comunidade.
 
“Embora esta fase represente o marco do retorno gradual das atividades presenciais, a Administração Central promoverá a continuidade de processos de ensino e aprendizagem e de trabalho remotos, e a sua combinação gradual com atividades presenciais, sobretudo as relacionadas a aulas práticas, laboratórios e clínicas-escola”, explica o documento. É importante destacar que as fases que ainda não aconteceram podem sofrer alterações futuras, de acordo com os protocolos vigentes.
 
DIRETRIZES – As diretrizes consideram condições de distanciamento social e utilização de equipamentos de proteção individual, sobretudo o uso obrigatório de máscaras de proteção respiratória. As recomendações para minimização dos riscos à saúde e as diretrizes gerais de biossegurança da UFPE foram elaboradas por um subcomitê do Grupo de Trabalho para Enfrentamento da Covid-19 (GT Covid-19), composto por técnicos e professores especializados, com base na normatização sanitária em vigor e em extensa pesquisa das ações que vêm sendo empregadas em instituições de ensino e pesquisa nacionais e internacionais.
 
As diretrizes estão divididas em três eixos: 1) Ambientes de trabalhos, salas de aula e outros ambientes de uso coletivos (inclui medidas administrativas; sinalização e leiaute de estações de trabalho; higienização de ambientes; equipamentos de proteção coletiva; e qualidade do ar interior); 2) Recomendações de higiene e segurança (engloba especificações sobre equipamentos de proteção individual, utilização de máscaras de tecido, higienização das mãos, etiqueta respiratória, cuidados nos deslocamentos e autocuidado e cuidado com o outro); e 3) Saúde e cuidado com as pessoas (abarca comunicação e treinamento; afastamento de casos suspeitos; e boas práticas comportamentais).
 
GT – A elaboração do documento foi realizada com base nas recomendações do Grupo de Trabalho para Enfrentamento da Covid-19 (GT Covid-19), composto por representantes da gestão (Gabinete do Reitor, pró-reitorias, superintendências e diretorias estratégicas), entidades representativas (Diretório Central dos Estudantes, Sindicatos dos Trabalhadores da UFPE e Associação dos Docentes da UFPE) e comunidade universitária.
 
O documento apresentado está aberto a colaborações de estudantes, técnicos e docentes da UFPE. Outras alterações poderão ocorrer conforme haja modificação da situação atual de disseminação comunitária do vírus SARS-CoV-2. As colaborações podem ser enviadas para diretrizesconvivencia@gmail.com.
Data da última modificação: 03/09/2020, 17:48