Voltar

UFPE apresenta projetos inovadores no REC’n’Play

O REC’n’Play Festival está em sua 2ª edição e é um evento inovador que vai promover este ano 300 atividades

Que tal conhecer uma plataforma que une e-commerce e Instagram, possibilitando que o varejista de moda feminina publique ao mesmo tempo nos dois lugares e, assim, aumente suas vendas? Ou ainda: o que você acha de um aplicativo que conecta ciclistas que fazem percursos parecidos para que, pedalando juntos, sintam-se mais seguros no trânsito? Essas são apenas duas das 19 iniciativas que serão apresentadas pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) durante o REC’n’Play Festival, nesta quinta-feira (8), das 9h às 12h e das 14h às 18h, no auditório da In Loco, no Bairro do Recife.

O REC’n’Play Festival está em sua 2ª edição e é um evento inovador que vai promover este ano 300 atividades sobre tecnologia e criatividade, entre palestras, shows, hackatons e workshops. A UFPE participa pela primeira vez do festival e reuniu projetos, elaborados por estudantes e professores, na sua maioria do Centro de Informática (CIn), e trabalhos desenvolvidos pela Pró-Reitoria de Comunicação, Informação e Tecnologia da Informação (Procit), que vão desde aplicativos à gestão do Laboratório de Dados Abertos.

Cada apresentação terá 20 minutos de duração. Durante toda a quinta-feira, plataformas, aplicativos, palestras e jogos serão debatidos por estudantes e professores com os participantes do evento (acesse aqui a programação). O auditório tem capacidade para cerca de cem pessoas. Quem fecha a programação da UFPE é o professor Silvio Meira e presidente do conselho do Porto Digital, com a palestra “Digital, Now: qual é o futuro imediato?”.

A participação no REC’n’Play é uma iniciativa da UFPE, promovida pela Procit, com o objetivo de mostrar o que a instituição vem produzindo que pode impactar no dia a dia da população. De acordo com o pró-reitor de Comunicação, Informação e Tecnologia da Informação, Décio Fonseca, esse diálogo entre a universidade pública e a sociedade é fundamental para que a instituição se fortaleça e se legitime por meio da produção de conhecimento e da criação de instrumentos que facilitem a vida em sociedade.

Data da última modificação: 06/11/2018, 16:27