Voltar

Projeto desenvolvido por docentes do CIn é selecionado em chamada de cooperação Brasil-União Europeia

O SWAMP, um sistema de irrigação inteligente, foi um dos seis projetos escolhidos no principal edital de Pesquisa e Desenvolvimento em TIC do país

Os professores Stênio Fernandes e Paulo Adeodato, do Centro de Informática (CIn) da UFPE, tiveram um projeto selecionado na chamada conjunta  da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) com a União Europeia. Junto a uma equipe de pesquisadores de instituições do Brasil, Itália, Espanha e Finlândia, os docentes propuseram a Smart Water Management Platform (Swamp), um sistema de irrigação inteligente. A chamada é o principal edital de seleção de trabalhos de pesquisa e desenvolvimento em Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) do país.

O projeto foi selecionado na categoria “Internet das Coisas”, a seção mais concorrida da chamada, que selecionou apenas três das 34 propostas submetidas. Utilizando técnicas que integram Internet das Coisas e Inteligência Artificial, o consórcio propôs um sistema que identifica a quantidade de água necessária em determinado local e direciona o fluxo adequado de forma eficiente. 

Entre os desafios científicos e tecnológicos que o projeto envolve em sua execução, está a escolha de componentes tecnológicos que sejam adaptáveis a diferentes contextos, para que o sistema possa ser replicável em diversos locais. Além disso, a equipe também precisará integrar diferentes tecnologias e sensores em uma mesma plataforma – e depois do desenvolvimento, propor, testar e validar novos modelos de negócio utilizando Internet das Coisas e Inteligência Artificial em ferramentas de gerenciamento inteligente de água.

Segundo Stênio Fernandes, a seleção do Swamp nesta concorrida chamada comprova o teor de inovação do projeto, além de demonstrar a complementaridade dos perfis das diversas instituições envolvidas no consórcio. “Do ponto de vista institucional, a participação do CIn em projetos internacionais aumenta sua visibilidade como forte instituição de pesquisa, bem como melhora alguns índices de avaliação de qualidade”, adiciona Stênio.

O projeto foi concebido por uma equipe de pesquisadores e profissionais do Brasil e Europa durante um período de cerca de seis meses. Há pesquisadores e profissionais da Universidade Federal do ABC, Universidade de Bologna, Centro Universitário da FEI (FEI), VTT Technical Research Centre of Finland Ltd (VTT), Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), LeverTech Tecnologia Sustentável (LEV), Ixion Industry & Aerospace (IXION), Intercrop (ICROP) e Consorzio di Bonifica dell’Emilia Centrale (CBEC).

A 4ª Chamada Coordenada Brasil-União Europeia selecionou seis projetos nas áreas de Internet das Coisas, Redes 5G e Computação em nuvem. As 39 instituições brasileiras participantes receberão, ao todo, um investimento de R$ 26 milhões para desenvolvimento dos trabalhos. A chamada de projetos tem como objetivo fortalecer a relação entre as competências de pesquisa e desenvolvimento entre o Brasil e países da União Europeia. Esta é a quarta edição do programa, que também financiou projetos em 2010, 2012 e 2015.

Data da última modificação: 24/07/2017, 13:00