Voltar

Pesquisadores da área de biocombustíveis participam do BioValue - Becool Meeting na UFPE

O vice-reitor Moacyr Araújo participou da cerimônia de abertura do evento e avaliou a importância da temática

Pesquisadores e profissionais do Brasil e do exterior participam do BioValue – Becool Meeting, de hoje (2) a quarta-feira (4), com atividades no Centro de Estudos e Ensaios em Risco e Modelagem Ambiental (Ceerma) e no Instituto de Pesquisa em Petróleo e Energia (Litpeg), no Campus Recife da UFPE – na quinta-feira (5), haverá visita técnica à Usina Petribu. Os projetos BioValue, o qual tem participação da UFPE, e Becool desenvolvem estudos na área de biocombustíveis, numa ação conjunta entre Brasil e países da União Europeia. A abertura do evento foi realizada, nesta manhã, no auditório do Ceerma, com a participação do vice-reitor Moacyr Araújo.

Fotos: Passarinho

Evento servirá para fortalecer parceria entre instituições

“É a primeira oportunidade que nós temos de coordenar a atuação dos dois grupos, dos dois consórcios, o brasileiro e o europeu, que estão desenvolvendo estes projetos. Na Europa, o projeto é chamado Becool, e no Brasil, BioValue”, explicou o coordenador do BioValue, Antonio Bonomi, do Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR), sediado em Campinas (SP). Ao longo deste primeiro evento, haverá apresentações, troca informações e ajuste das agendas de atuação para o início efetivo da colaboração entre os dois grupos.

O consórcio brasileiro constituído para a execução do projeto de pesquisa cooperativa internacional “BioValue – Valorização da cadeia produtiva descentralizada de biomassa visando à produção de biocombustíveis avançados: desenvolvimento e avaliação de rotas termoquímicas integradas à produção de biomassa e a rotas bioquímicas” reúne quatro empresas (Petrobrás, Fibria, Klabin e Embraer) e 11 universidades e instituições de pesquisa dos estados de Pernambuco (UFPE), Minas Gerais (UFV, UFU e Unifei), Rio de Janeiro (UFRJ e INT), Rio Grande do Sul (UFSM) e São Paulo (Unicamp, IPT-SP, FEI e CTBE/CNPEM). O financiamento deste projeto é compartilhado pelas quatro empresas e por quatro fundações estaduais de amparo à pesquisa – Facepe, Fapemig, Fapergs e Fapesp.


Pesquisadores do Brasil e de países da União Europeia estão no evento

Do lado europeu, o consórcio-espelho denominado “Becool – Brazil-EU Cooperation for Development of Advanced Lignocellulosic Biofuels” é composto por 14 instituições de pesquisa de sete países da União Europeia. O coordenador do Becool é Andrea Monti.

A execução conjunta dos projetos beneficiará os dois lados com as sinergias e complementaridades do know-how e as experiências brasileira e europeia relacionadas à produção/conversão de biomassas e à produção de biocombustíveis avançados. O vice-reitor Moacyr Araújo participou da cerimônia de abertura do evento e avaliou a importância desta temática. “Isso tem uma relação direta com a agenda 2030 da ONU e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em particular com o ODS número 7, que é Energia Limpa”, disse. O vice-reitor também ressaltou que este assunto integra a agenda da atual gestão da Universidade. 

ABERTURA – A mesa de abertura do encontro teve a participação do vice-reitor Moacyr Araújo; de Antonio Bonomi; do professor da UFPE Diogo Simões, que faz parte da coordenação do BioValue; e de Andrea Monti.

Data da última modificação: 02/12/2019, 15:59