Navegação Navegação

Voltar

Manual explica como combater fake news sobre a pandemia do novo coronavírus

Iniciativa é coordenada pelo professor Ulysses de Albuquerque

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Etnobiologia, Bioprospecção e Conservação da Natureza e o Laboratório de Ecologia e Evolução de Sistemas Socioecológicos, ambos da UFPE, lançaram o Manual de Enfrentamento de fake news em tempos de Covid-19, uma iniciativa coordenada pelo professor Ulysses de Albuquerque.

Na publicação, produzida a partir de informações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde e da revista Superinteressante, o usuário encontra suporte para enfrentar o desafio de identificar informações falsas, uma vez que muitas delas vêm acompanhadas de trechos de informações corretas e podem se tornar tão perigosas quanto a própria doença. “Em meio à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), as fake news só têm aumentado. Por isso, a preocupação não consiste apenas em conter o vírus, mas também em conter informações mentirosas e prejudiciais”, alerta o manual.

FAKE NEWS – Um dos maiores problemas modernos é o fenômeno das fake news (notícias falsas). As fake news se espalham com facilidade e rapidez, principalmente na internet, por meio das redes sociais. De forma geral, existem dois tipos de notícias falsas: o primeiro está relacionado à disseminação de informações por pessoas mal-intencionadas, em favor dos próprios interesses; e o segundo diz respeito àquelas informações compartilhadas inocentemente, apesar de incorretas, entre pessoas de um mesmo círculo social. Como exemplo, está a propagação de notícias sobre o uso de medicamentos que prometem curas “simples”, mas que ainda não tiveram eficácia cientificamente comprovada, podendo acarretar sérios prejuízos à saúde.

Data da última modificação: 12/05/2020, 14:47