Voltar

Lançado o 2º ciclo do Programa Nacional de Melhoria de Avaliação de Qualidade dos Centros de Especialidades Odontológicas

O evento foi realizado na manhã de hoje (29), no auditório da Editora UFPE, no Campus Recife da UFPE

Contribuir com a melhoria do processo de trabalho dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) e com a ampliação do acesso e da qualidade dos serviços de saúde bucal ofertados para a população brasileira é o principal objetivo do Programa Nacional de Melhoria de Avaliação de Qualidade dos CEO (PMAQ/CEO). O lançamento do 2º ciclo do programa, coordenado pelo pró-reitor para Assuntos Acadêmicos (Proacad), Paulo Goes, foi realizado na manhã de hoje (29), no auditório da Editora UFPE, no Campus Recife da UFPE.

Foto: Passarinho

Pró-reitor Paulo Goes destacou a importância do programa

“Essa é uma política que tem mão dupla: por um lado, ela incentiva os municípios a melhorarem a qualidade do atendimento, na medida em que, quando há uma melhora na eficiência, na qualidade do serviço prestado; o município recebe um incentivo financeiro por isso; e, por outro lado, redunda na melhoria do atendimento à população. Este evento de hoje é a primeira das 21 oficinas que vamos realizar em todo o Brasil”, explicou o diretor do Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, João Salame Neto.

O professor Paulo Goes destacou a importância do programa, enfatizando a liderança da UFPE. “Isto destaca a qualidade dos trabalhos acadêmicos e científicos que a gente tem feito para o SUS, na consolidação do Sistema Único de Saúde, com tecnologias nossas, fruto do trabalho de professores da Universidade e da credibilidade que a UFPE conquistou nessa área, no campo nacional. Não é trivial a gente coordenar universidades como a USP e as federais do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais, da Paraíba, do Maranhão, que, juntas, formam o consórcio liderado pela UFPE. Isto nos orgulha e mostra que nós estamos também trabalhando pela consolidação do SUS”, afirmou.

A avaliação do PMAQ/CEO é cíclica, feita a cada dois anos. A coleta de dados do primeiro ciclo do programa, que também foi coordenado pela UFPE, foi realizada nos anos de 2013 e 2014. No 1º ciclo do PMAQ/CEO, foram avaliados 930 centros, no Brasil inteiro, em todas as regiões, a partir de um consórcio entre as universidades federais do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais, do Amazonas, da Paraíba e da Universidade de São Paulo. Neste 2º ciclo, 953 centros serão avaliados e o consórcio, coordenado novamente pela UFPE, é formado pelas universidades federais do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais, do Maranhão, da Paraíba e da Universidade de São Paulo.

Prestigiado por autoridades médicas e acadêmicas, o evento teve a mesa de abertura formada pelo pró-reitor Paulo Goes; pelo diretor do Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, João Salame Neto; pela coordenadora nacional de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Lívia Maria Almeida Coelho de Souza; pelo reitor da Asces-Unita, Paulo Muniz; pela coordenadora de Saúde Bucal do Recife, Juliana Couto; pelo presidente da Diretoria Executiva do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems/PE), Orlando Jorge Pereira de Andrade Lima; pelo coordenador Estadual de Saúde Bucal, Paulo Oliveira Santos; pelo presidente do Conselho Regional de Odontologia, Alfredo de Aquino Gaspar, pela diretora do CCS em exercício, Vânia Pinheiro; e o chefe do Departamento de Prótese e Cirurgia Buco Facial, Osman Jucá Netto. A abertura foi seguida de palestras sobre saúde bucal e atenção básica de saúde.

Data da última modificação: 29/09/2017, 14:58