Voltar

Jornada de Psicologia do HC aborda sofrimento na contemporaneidade e possibilidades de cuidado

O professor Bruno Severo Gomes, que ministra a disciplina Felicidade na UFPE, abriu o evento

Foto: Moisés de Holanda/HC-Ebserh

Palestras abordaram vários aspectos da saúde mental

O Serviço de Psicologia do Hospital das Clínicas da UFPE, unidade vinculada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), promoveu, hoje (25), a segunda edição da Jornada de Psicologia do HC, que este ano trouxe o tema “Sofrimento na contemporaneidade e possibilidades de cuidado. O evento ocorreu no Auditório Jorge Lobo, no Centro de Ciências da Saúde (CSS) da Universidade.

O professor Bruno Severo Gomes, que ministra a disciplina Felicidade na UFPE, abriu o evento com a palestra “Felicidade e saúde mental”, abordando a importância de cuidar da saúde, reconhecer seus próprios limites, dicas para manter a saúde mental (sair da rotina, oferecer coisas boas a si mesmo, ser grato, praticar atividades físicas e se libertar da aprovação dos outros), entre outros. Discorreu ainda sobre depressão e suicídio no Brasil reforçando que o cuidado deve ser o ano todo, e não só durante o Setembro Amarelo. Bruno concluiu sua apresentação deixando a mensagem que “Felicidade não é o ponto final, mas sim o caminho que se faz para alcançar o seu objetivo”.

Para ele, é importante abordar essa temática na Jornada de Psicologia porque, muitas vezes, foca-se muito nos problemas, nas doenças, nos transtornos, potencializando somente a parte negativa. “A partir do momento que a gente começa o evento com a palestra sobre felicidade, percebemos que existe uma saída para os problemas. Durante esse momento, nós podemos refletir e repensar sobre o que estamos fazendo da nossa vida ou o que não estamos fazendo. A felicidade não é algo utópico”, explica.

Durante a manhã, o evento contou com as palestras “Classificando o sofrimento infantil: o caso do autismo”, ministrada por Miguel Gomes, psicólogo do Centro de Pesquisa em Psicanálise e Linguagem, e “O sofrimento na clínica e suas traduções no processo”, ministrada pela psicanalista Isabela Cribari.

No período da tarde, foram discutidos os temas “As práticas integrativas e a potencialidade de seus cuidados”, conduzida pelo psicólogo Tiago Ribeiro, do Centro Integrado de Saúde (SIS); “O papel da espiritualidade na organização da saúde mental “, abordada pelo professor Aurélio Molina, da Universidade de Pernambuco; e para finalizar o evento, a psicóloga clínica Laura Pedrosa discorreu sobre “Assédio moral e outras violências do trabalho”.

“Pensamos em trazer para esse evento tema atuais e recorrentes que acabam gerando sofrimento e até se tornando demandas ambulatoriais da saúde mental como um todo. Buscamos temas de relevância social e também acadêmica, para que profissionais e estudantes possam se atualizar cada vez mais”, explica Kleuder Nunes, vice-coordenador do Serviço de Psicologia do HC.

Data da última modificação: 25/10/2019, 16:37