Voltar

HC inicia pesquisa inédita sobre relação de infecção pelas arboviroses e a perda auditiva em adultos

A expectativa é de que o estudo esteja concluído em 2022

Foto: Unidade de Comunicação do HC/Ebserh

Pesquisadores terão como foco os pacientes adultos

O Hospital das Clínicas da UFPE, em parceria com a Dartmouth College (Estados Unidos), está iniciando um estudo com o objetivo de identificar aspectos audiológicos em pacientes adultos que tiveram zika vírus e febre chicungunha. De ontem (3) a amanhã (5), dois pesquisadores norte-americanos Abby Fellows e Jay Buckey, da faculdade americana, envolvidos na pesquisa, estão visitando o Hospital das Clínicas e a Universidade para alinhar os métodos de coleta de dados e treinar as equipes ligadas ao projeto que, nesta fase inicial, irá focar apenas na análise de casos do zika vírus.

A otorrinolaringologista Mariana Leal, do HC, e a professora Lilian Muniz, do Departamento de Fonoaudiologia da UFPE, coordenam o projeto, que está sendo financiado pelo National Institute of Health (NIH). O projeto, além de contar com a parceria da Dartmouth College e as instituições listadas abaixo, tem colaboração dos professores da UFPE Silvio Caldas e Carlos Brito.

“Não existem, atualmente, estudos que mostrem a relação das infecções por arboviroses e a perda auditiva em pacientes adultos. Apenas encontramos relatos de caso. Já tínhamos estudado a temática em crianças. Agora, iremos focar nos pacientes adultos, sendo este um trabalho inédito”, afirma Mariana Leal. Neste estudo, os profissionais estão utilizando um equipamento moderno capaz de realizar vários testes auditivos num único procedimento – sendo o HC o primeiro hospital público do Estado a possuir essa ferramenta. Ela irá possibilitar o processamento de dados de maneira mais eficiente.

A pesquisadora da Dartmouth College Abby Fellows explicou que o HC foi um dos locais escolhidos para desenvolvimento da parceria, em virtude dos estudos na área desenvolvidos no hospital-escola. Outro fator importante, segundo Mariana Leal, é a grande quantidade de pacientes que poderão ser avaliados, consolidando ainda mais as evidências encontradas. O Serviço de Clínica Médica do HC possui um ambulatório de referência no manejo das arboviroses. A expectativa é de que o estudo esteja concluído em 2022.

OUTRAS INSTITUIÇÕES – Além do Hospital das Clínicas da UFPE e o Dartmouth College, o Brainvolts Lab, o Hospital da Restauração, o Departamento de Virologia e Terapia Experimental da Fiocruz Pernambuco/Instituto Aggeu Magalhães, o Hospital Agamenon Magalhães, o Hospital da Restauração e pós-graduandos da UFPE estão envolvidos na pesquisa.

Resumo do estudo

Evidências científicas demonstram que o vírus da zika é um tipo de vírus capaz de infectar o sistema nervoso. Nas crianças, esses efeitos podem ser bastante agressivos, causando, por exemplo, a microcefalia. Nos adultos, há conhecimento que as infecções por zika estão associadas a déficits do nervo craniano, Síndrome de Guillain-Barré e meningoencefalite. Sabe-se que as tarefas auditivas, tais como interpretação da fala ou detecção de ruídos, são tarefas desenvolvidas por áreas do sistema nervoso. Diante disso, o estudo irá investigar se existe dano auditivo em pessoas adultas que tiveram o zika vírus. De acordo com os pesquisadores, o acometimento auditivo tem sido relatado apenas de forma assistemática, com alguns relatos de caso de surdez súbita após infecção, não havendo ainda na literatura nenhum estudo que avalie e caracterize as manifestações auditivas pelo zika. O estudo utilizará testes de audição periférica e central em uma coorte de adultos com histórico de diagnóstico pelo zika vírus. Os resultados serão comparados com adultos da mesma faixa etária e sexo, sem infecção prévia. A suspeita é de que os pacientes que tiveram o zika irão ter um pior desempenho nos testes auditivos centrais. Se confirmada essa hipótese, o estudo irá revelar uma completamente nova manifestação neurológica persistente, que não era reconhecida anteriormente na área da saúde.

Data da última modificação: 04/03/2020, 18:24