Voltar

Equipes da PPGEE ganham dois prêmios no Innovathon 2017

Os participantes desenvolveram ideias e projetos voltados para área de pessoas com deficiência visual, motora e cognitiva

Equipes do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) da UFPE ganharam dois prêmios no Innovathon 2017, Maratona de Inovação, que ocorreu de 20 a 26 de agosto. O evento foi realizado pelo Polo de Inovação em Saúde do Recife (Recipolis) em conjunto com a Fundação Altino Ventura e a UFPE, em cooperação com o Ministério da Saúde, Governo de Pernambuco, Prefeitura de Vitoria de Santo Antão e Sebrae.

Foto: Divulgação

Profissionais da área de negócios e fisioterapeutas fazem parte das equipes

As equipes vencedoras foram formadas por profissionais da área de negócios e fisioterapeutas – estudantes do programa de Pós Graduação em Engenharia Biomédica (PPGEB), alunos de iniciação científica (graduação em Engenharia Eletrônica), e estudantes de mestrado e doutorado do PPGEE. Todos os integrantes fazem parte do Grupo de Pesquisa em Engenharia Biomédica do Departamento de Eletrônicas e Sistemas (DES) da UFPE, coordenado pelo professor Marco Aurélio Benedetti Rodrigues, professor do DES-UFPE.

O primeiro projeto vencedor do prêmio, na categoria Emprego e Renda, está relacionado ao desenvolvimento de um equipamento que sirva como Monitor Postural para cadeirantes. Esse projeto é focado em tecnologia vestível, uma roupa com diversos sensores, com os avisos atrelados a aparelhos de tecnologia móvel (smartphone ou tablet). Através dos avisos do equipamento vestível, enviados para o smartphone ou tablet conectado via Bluetooth, os erros no posicionamento serão enviados e monitorados pelo cadeirante em tempo real e a má postura poderá ser evitada, independente da falta de sensibilidade. O foco do equipamento é alertar o cadeirante perante uma má postura melhorando a qualidade de vida.

O segundo projeto premiado foi na categoria Mobilidade e Acessibilidade com o desenvolvimento do projeto de Prótese de Joelho Eletrônico. Com a utilização de tecnologia nacional visa-se diminuir o custo de uma prótese de joelho eletrônico e também aumentar o controle através do processamento em tempo real dos dados provenientes dos músculos da perna (EMG) e da análise da fase da marcha do paciente (acelerometria). Assim, esse projeto tem como finalidade permitir a locomoção e movimentação do usuário de uma forma tão boa quanto a de uma pessoa sem deficiência.

OBJETIVO - O Polo de Tecnologia em Saúde, denominado de Recipolis, é conhecido como um centro de inovação tecnológica na área de saúde do Nordeste, cuja sede será no campus da UFPE. O Recipolis procura fomentar iniciativas para o desenvolvimento de estudos científicos e produção de equipamentos médicos hospitalares no estado de Pernambuco e região, com o auxílio de investimentos públicos e privados. O objetivo do Recipolis é atrair empresas que possam financiar os projetos realizados por alunos e educadores, sendo uma opção para aproximar o governo, universidade e empresas, promovendo uma regionalização do Complexo Industrial de Saúde.

A maratona de inovação Innovathon 2017 foi uma jornada com a finalidade de promover o empreendedorismo com palestras, debates, desenvolvimento de modelos de negócios, competição e premiação de projetos. Os participantes desenvolveram ideias e projetos voltados para área de pessoas com deficiência visual, motora e cognitiva, visando processos de auxílio ou de reabilitação, onde o tema central foi a Inovação e Inclusão Social de Pessoas com Deficiência.

Mais informações
Professor Marco Aurélio Benedetti Rodrigues
Departamento de Eletrônica e Sistemas
(81) 2126.7786
benedetti@ufpe.br

Data da última modificação: 06/09/2017, 18:06