Voltar

Empossados novos diretor da Editora UFPE, coordenador do Núcleo de Acessibilidade e superintendente de Segurança Institucional

Novos gestores da Universidade assumem os cargos com foco na humanização no diálogo e no respeito

Fotos: Maik Santos

Solenidade de posse dos novos dirigentes foi presidida pelo reitor, ao centro

Tomaram posse, na manhã de hoje (21), o diretor da Editora UFPE, Diogo Cesar de Carvalho Fernandes, o coordenador do Núcleo de Acessibilidade (Nace), professor Antônio Carlos Cardoso, e o superintendente de Segurança Institucional, Jorge de Oliveira Gomes. A solenidade, que lotou o Auditório Reitor João Alfredo, na Reitoria, foi presidida pelo reitor Alfredo Gomes.

Os novos gestores da Universidade assumem os cargos com foco na humanização no diálogo e no respeito, bandeiras do atual reitorado da UFPE. “[As posses] simbolizam, no nosso entendimento, um posicionamento também diferente na forma como nós estamos abordando especialmente essas três áreas: a questão da acessibilidade, a questão da segurança e da produção da nossa editora”, afirmou o reitor.

“Se tem uma palavra que a gente pode destacar, em particular nesta manhã, é humanização. Então, acho que as grandes mudanças acontecem dentro de nós mesmos. Isso é, de fato, um ingrediente que não pode deixar de estar presente se nós, efetivamente, queremos fazer as coisas de forma diferenciada”, ressaltou o vice-reitor Moacyr Araújo.

Em seu pronunciamento, Diogo Cesar de Carvalho Fernandes afirmou que a sua gestão buscará uma maior proximidade com os demais setores da administração central, bem como com os centros e departamentos, com o propósito de reinserir a Editora UFPE nos planos de cada autor e de cada autora da Universidade. “A história da editora, que, em 2020, completa 65 anos, é predominantemente marcada pelos valores do entusiasmo, da cooperação e do trabalho duro. Esses foram os elementos que sempre pude observar, através do tempo, nas falas dos que fizeram e fazem a editora”, disse. O novo diretor é técnico administrativo em Educação, no cargo de desenhista de artes gráficas. Antes de assumir a direção, ele era vice-diretor da Editora UFPE.

O professor Antônio Carlos Cardoso, que era vice-coordenador-geral do Nace, assinalou o marco na inclusão e na história do Núcleo de Acessibilidade da UFPE com a nomeação dele, como pessoa surda, para assumir a coordenação. Em seu discurso, traduzido por um intérprete de Libras, ressaltou o seu compromisso de tornar a UFPE mais inclusiva. Enfatizou também a busca pelo diálogo com a comunidade acadêmica dos três campi: Recife, Caruaru e Vitória. Antônio Carlos Cardoso é professor de Libras do Departamento de Psicologia e Orientação Educacionais (DPOE) do Centro de Educação (CE).

Já o novo superintendente de Segurança Institucional da Universidade, Jorge de Oliveira Gomes, disse que pretende adotar um modelo de gestão compartilhada, com a participação de toda a comunidade acadêmica, e focada na humanização, em conformidade com a administração central. “Sabemos que temos a responsabilidade de enfrentar os problemas e de buscar as soluções, mas quero deixar bem claro que é necessária a participação de todos os segmentos da UFPE para que essas soluções cheguem com a maior brevidade possível”, destacou ele, que é técnico administrativo em Educação, no cargo de vigilante.

MESA – A mesa solene foi presidida pelo reitor Alfredo Gomes e teve também a participação do vice-reitor Moacyr Araújo, do pró-reitor de Comunicação, Informação e Tecnologia da Informação, Marco Benedetti, da diretora do CE-UFPE, Ana Lúcia Félix, e da representante da Associação de Surdos de Pernambuco, Ana Lúcia Pereira.

A cerimônia ainda contou com a participação de gestores, docentes, técnicos administrativos e familiares dos empossados.

Data da última modificação: 21/01/2020, 14:56