Voltar

Calouros de Gestão da Informação poderão utilizar aplicativo para escolher padrinho ou madrinha

Iniciativa dos veteranos utilizará aplicativo de celular para facilitar a integração dos calouros à vida no campus por meio de apadrinhamento

Mesmo recepcionados por veteranos, com eventos de integração e brincadeiras, os estudantes nem sempre conseguem assimilar a quantidade de informações sobre o dia a dia do curso e do campus, especialmente nos primeiros dias na Universidade. No curso de Gestão da Informação, vinculado ao Departamento de Ciência da Informação (DCI) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no entanto, os novos alunos serão recebidos com o Calouro Humano

O projeto de extensão, que é uma iniciativa da coordenação do curso e do Diretório Acadêmico (Dagi), tem como objetivo ampliar a acolhida dos novatos por meio da “adoção” dos calouros pelos veteranos do próprio curso e, com isso, reduzir as barreiras encontradas na vida universitária, facilitando a integração e estimulando a cooperação entre os próprios alunos. A ação utiliza, como suporte didático, práticas de mentoria passadas aos veteranos que participarão do projeto.

Para participar, os veteranos (mentores) se comprometem a orientar os seus afilhados (mentorados) pelo campus quando necessário, tirando dúvidas sobre os serviços da UFPE, informações relacionadas ao curso ou mesmo questões específicas das disciplinas cursadas. Além da cooperação acadêmica, o projeto Calouro Humano pretende estimular relações profissionais, com informações específicas sobre mercado de trabalho, incluindo na segunda fase os egressos do curso.

APLICATIVO - Como forma de facilitar a integração e o processo de “adoção”, o coordenador do curso, professor Sílvio de Paula, e o aluno do departamento José Reginaldo desenvolveram um aplicativo de celular acessível em qualquer plataforma móvel, como iOS, Android ou Windows Phone. Batizado de #AdoteUmCalouro, o aplicativo pode ser acessado pelos veteranos e calouros, digitando apenas o CPF e a senha fornecida. Todos os calouros foram previamente cadastrados na plataforma a partir das informações do Siga.

Ao acessarem o aplicativo em seus celulares (ou computador), os calouros poderão visualizar a foto e o perfil dos veteranos que se cadastraram no projeto, com informações profissionais e pessoais, como hobbies e outras preferências pessoais, além das redes sociais e informações de contato. O calouro então deverá enviar a solicitação de apadrinhamento ao veterano, que, por sua vez, poderá aceitar até três calouros como afilhados.

“É uma forma de integrar os novatos ao curso e à UFPE. Eles fazem amizade, se sentem mais confiantes e membros efetivos desse mundo novo que é a Universidade, além de serem apresentados pelos próprios alunos aos serviços e projetos que acontecem no campus”, explica o professor.

Data da última modificação: 10/03/2020, 12:33