20.04.17

Núcleo de Design do CAA e Ronaldo Fraga criam identidade visual do São João de Caruaru


PDF Imprimir E-mail

A identidade visual do São João de Caruaru, uma das maiores festas populares do país, será repensada por um grupo formado pelo estilista mineiro Ronaldo Fraga e por um grupo de professores do Núcleo de Design e Comunicação do Centro Acadêmico do Agreste (CAA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Coordenada pela professora Ana Paula de Miranda, a equipe conta com os professores Izabela Domingues e Charles Leite, todos do Grupo de Estudos em Consumo de Moda (G-Como), e com dois alunos do curso, Natan Llewellyn e Carol Oliveira.

Foto: Divulgação
fotestampa 20.04.17
Estilista Ronaldo Fraga e professora Ana Paula de Miranda estão à frente do projeto

O convite partiu do presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, Lúcio Omena. Na semana passada, houve três dias de reuniões e visitas aos distritos rurais do município para pesquisa. “O objetivo é fazer um resgate da identidade cultural sem se distanciar do contemporâneo”, explica Ana Paula. Ela defende que, nessa ressignificação do São João de Caruaru, a tradição e a contemporaneidade andem de braços dados. Por isso a escolha de Ronaldo Fraga, que trabalha com resgate cultural e memória das mais diversas formas. O Rio São Francisco e a bossa nova foram alguns dos temas já abordados pelo estilista.

A professora explica que o primeiro passo da parceria é traduzir a identidade cultural em uma imagem, batizada de Estampa Caruaru. Em seguida, serão estudadas as aplicações da estampa, o acompanhamento e a operacionalização da estratégia. Para Ana Paula, o convite da Prefeitura de Caruaru para a UFPE realizar o projeto juntamente com Ronaldo Fraga é mais uma prova da forte presença da Universidade na cidade. O G-Como busca entender a cultura de consumo a partir do design de moda e, por isso, seus pesquisadores também atuam em projetos como esse, realizando consultoria sobre o tema.

G-COMO – O objetivo das investigações conduzidas pelo grupo de estudo é analisar o consumo sob uma perspectiva simbólica, em que este é assumido como expressão cultural. Além de analisar o sistema de moda, buscando a compreensão do seu processo de adoção, desde a fase de inovação até a massificação, com fins ao desenvolvimento de teorias de consumo que expliquem este fenômeno, bem como a indicação de estratégias de marcas e de comunicação adequadas. As pesquisas conduzidas pelo grupo se fazem presentes nos principais fóruns de discussão do assunto no Brasil e no exterior.


Compartilhar

 

113 visitantes online | 894 visualizações

[ voltar ]