Herbário

PDF Imprimir E-mail

O Herbário UFP - Geraldo Mariz,  pertencente ao Departamento de Botânica, do Centro de Ciências Biológicas/CCB, da Universidade Federal de Pernambuco/UFPE, foi fundado e indexado em 1968, pelo botânico farmacêutico Dr. Geraldo Mariz, falecido em 25 de julho de 2012. O UFP possui um acervo que atende às atividades de ensino-pesquisa-extensão, tendo funcionado, inicialmente, no oitavo andar do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFPE,  sendo transferido em 1972, juntamente com o Departamento de Botânica, para o bloco “A” do Departamento de Micologia/UFPE, antigo Instituto de Micologia, vizinho ao Departamento de Farmácia, do Centro de Ciências da Saúde/UFPE.

A partir de 1987, com a construção da edificação própria do Departamento de Botânica, o Herbário UFP passou a funcionar no primeiro andar do edifício sede da referida Unidade, sob a curadoria desde 1996, da bióloga Marlene Barbosa.

Desde dezembro de 2003, o Herbário UFP encontra-se cadastrado pelo Ministério do Meio Ambiente, de acordo com Deliberação nº 48, do Departamento do Patrimônio Genético, identificando-se como instituição pública nacional de pesquisa fiel depositária de amostra de componente do patrimônio genético, sendo o primeiro no Estado de Pernambuco a se credenciar. Esse acervo, foi o único do Nordeste a compor o documento “Carta de Brasília”, que negociou em 18/12/2002, com mais vinte instituições nacionais, junto aos Ministérios de Ciência e Tecnologia e de Meio Ambiente, a proposta de implantação da Plataforma NATURALIS, ou seja, à criação de uma rede para integrar as coleções biológicas do Brasil, precursora dos atuais editais/CNPq, de apoio aos acervos biológicos.

As coleções do UFP foram inicialmente informatizadas, a partir de 05/01/2001, dentro do Programa Plantas do Nordeste, subprojeto ”Informação, Disseminação e Treinamento/SIDT”, com o apoio do Centro Nordestino de Informações sobre Plantas/CNIP e da Associação Plantas do Nordeste/APNE. Para essa atividade, adotou-se o

Sistema Brahms 5 (Botanical Researchand Herbarium Manegement System); a informatização está tendo continuidade, graças aos projetos: Base de Consolidada de Plantas e Fungos do Nordeste do Brasil / CNPq (2006 a 2008), Herbário Virtual de Plantas e Fungos de Pernambuco: uma Proposta Integradora (2009 a 2011/FACEPE) e Herbário Virtual: Flora e Fungos do Brasil (CNPq/INCT).