Junho 2012

Metodologia para elaborar Estatuto é debatida


PDF Imprimir E-mail

Renata do Amaral

A UFPE vai ganhar um novo estatuto. A previsão é que a Comissão para Recebimento de Propostas e Sistematização acerca da Metodologia da Elaboração do Novo Estatuto da UFPE, presidida pelo vice-reitor Silvio Romero Marques e instalada em 24 de maio, entregue as propostas para o Conselho Universitário até o dia 30 de julho. O grupo de trabalho busca uma construção democrática, com representação de docentes, técnicos administrativos e alunos.

“Era um estatuto envelhecido, que não se adequava mais às necessidades da UFPE”, explica Silvio Romero. As adaptações vão contemplar a nova realidade da Universidade, incluindo os novos campi. Segundo o vice-reitor, havia situações previsíveis que não constavam no Estatuto e, por isso, tinham que ser solucionadas pelo Conselho Universitário, o que ocasionava morosidade dos processos. “Vamos modernizar essas ações e tornar o apoio institucional acessível a todos os membros da comunidade acadêmica”, afirma.

Um novo Estatuto é um compromisso que foi assumido pela gestão atual durante a campanha. “O objetivo é desenvolver uma metodologia que permita uma ampla participação da comunidade”, afirmou o reitor Anísio Brasileiro na primeira reunião do grupo de trabalho. O documento trata da finalidade da UFPE e de sua organização, definindo as atribuições de órgãos suplementares, conselhos, pessoal, recursos etc. Já houve cinco reuniões para discussão da metodologia.

O professor Denílson Marques (CCSA) apresentou o processo realizado na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Coube à professora Tercina Maria Lustosa Barros Bezerra, da Universidade de Pernambuco (UPE), mostrar a metodologia empregada pela instituição, que substituiu departamentos pelas coordenações de cursos. A professora Aída Maria Monteiro Silva, do Centro de Educação (CE), convidou dois professores da Universidade de São Paulo (USP) para debater.

A comissão conta com docentes e/ou servidores técnico-administrativos dos 12 centros acadêmicos, e representantes da Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe), Associação de Pós-Graduandos (APG) da UFPE, Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Pernambuco (Sindsep) e Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais de Pernambuco (Sintufepe).


Compartilhar

 

250 visitantes online | 610 visualizações

[ voltar ]