23.03.10

Coordenação Internacional recepciona alunos intercambistas


PDF Imprimir E-mail

Na última sexta (19), a Coordenação de Cooperação Internacional da UFPE promoveu recepção para os alunos intercambistas, no auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas. Participaram do evento o reitor Amaro Lins, a coordenadora da cooperação internacional, Suzana Queiroz, além dos professores Edmilson Lima e Antônio Antoninno, diretor e vice-diretor do Centro de Tecnologia e Geociências, respectivamente.

Dentre os alunos que chegaram neste semestre à UFPE, estão 19 alunos de países da África e de América Central,como o Congo, Guiné-Bissau e Haiti, beneficiados pelo Programa Estudante Convênio-Graduação (PEC-G) e 34 alunos participantes do programa de mobilidade estudantil internacional, vindos da Alemanha, Canadá, Colômbia, EUA, França, Portugal, Itália, Japão e Polônia, sendo estes três últimos, novidade no intercâmbio. Pela primeira vez, também, fruto do programa Capes/Fipes, a UFPE recebe estudantes para o curso de Medicina.

Na oportunidade, o reitor Amaro Lins desejou as boas-vindas aos alunos, e salientou seu desejo de que eles possam ter uma boa impressão do país. O reitor pediu aos intercambistas que procurem se aproximar, conversar, para que tenham uma visão mais ampla do panorama mundial. “A visão da diversidade é a maior riqueza do intercâmbio”, destacou o reitor.

Para a professora Suzana Queiroz, a recepção é importante para que os alunos se sintam benvindos e conheçam as atividades da universidade, além de trocarem informações entre si. “O melhor é que eles se conheçam e se apóiem”, afirma a coordenadora, que promove o evento semestralmente.

A americana Leah Pope, da Universidade Texas Tech, veio para a UFPE cursar o sexto período de Engenharia Civil. Segundo ela, sua opção pela UFPE se deu por esta instituição ser referência no ensino da engenharia. É a primeira vez que Leah vem ao Brasil e deve ficar um ano na universidade, assim como o alemão Uli Jochmarïng, da Universidade de Trier, que será estudante de Ciências Sociais na UFPE. Uli conheceu o país quando cursava Serviço Social no Chile e afirma que o intercâmbio será essencial para sua formação como professor de escola básica.  Os haitianos Joseph Jean Baptiste e Willian Obel deverão ficar mais tempo na UFPE. Provenientes do PEC-G, deverão cursar toda a graduação no país. Segundo eles, o curso de Português é o primeiro passo, antes de iniciarem as aulas de Engenharia Civil.
Compartilhar

 

251 visitantes online | 1086 visualizações

[ voltar ]