30.11.09

Censo da Educação Superior 2008 revela aumento de cursos de graduação e de alunos ingressantes


PDF Imprimir E-mail
Com informações da Assessoria do Inep
 
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), divulgou, na última sexta-feira (27), os dados mais recentes da educação superior no Brasil. O Censo da Educação Superior, realizado anualmente pelo Inep, coleta informações sobre: as instituições de educação superior (IES) em suas diferentes formas de organização acadêmica e categorias administrativas; os cursos de graduação presenciais ou a distância; os cursos seqüenciais; as vagas oferecidas; as inscrições; as matrículas; os ingressos e concluintes, além de informações sobre as funções docentes. Entre os resultados, destacam-se aumento de 5,2% no total de graduação presencial e de 8,5% no número de alunos ingressantes nas instituições, em relação a 2007.
 
Segundo o Censo, houve crescimento na entrada de estudantes. Em 2008, 1.936.078 novos alunos ingressaram no ensino superior, 8,5% a mais em relação a 2007. No total, o número de matrículas em 2008 foi 10,6% maior em relação a 2007, com um total de 5.808.017 alunos matriculados em cursos de graduação presencial e a distância.
 
Os dados de matrícula apontados pelo Censo se aproximam dos resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a Pnad 2008, 5.932.244 pessoas frequentaram cursos de graduação no Brasil. A diferença de 124.227 alunos entre os resultados das duas pesquisas pode ser atribuída, entre outros fatores, à utilização de distintas metodologias.
 
Nas instituições federais de ensino superior, houve um incremento de 21.513 novas vagas na graduação presencial e a distancia, ou 12,2% em relação a 2007. Como conseqüência, a quantidade de candidatos por vaga diminuiu nessas instituições. O Censo 2008 revelou um aumento de 10,1% no número das matrículas em graduação presencial vinculado a instituições federais em cidades do interior.
 
Em relação ao número de instituições de ensino superior em funcionamento, houve uma redução de 29 no Brasil, comparativamente ao ano anterior. Houve maior redução na Região Sudeste (26), mas foi registrado aumento na Região Nordeste, com acréscimo de dez instituições. A diminuição no total pode ser explicada pela integração de instituições, por fusão ou compra, observada nos últimos anos, inclusive com a criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, que se deu pela fusão de Centros Federais de Educação Tecnológica. Essa redução não se refletiu diretamente no ritmo de crescimento do número de vagas, inscritos, ingressos e matrículas.
 
No que diz respeito à organização acadêmica, as faculdades continuam representando a maior parte das instituições no Brasil, e cerca de 90% delas pertencem ao setor privado. No entanto, 53% dos alunos de graduação presencial estudam em universidades, 33% em faculdades e 14% em centros universitários.
 
AUMENTO DE CURSOS – Quanto ao número de cursos, houve um incremento de 1.231 (5,2%) novos cursos de graduação presencial nas IES brasileiras e apenas as IES estaduais não registraram crescimento em relação a 2007, com um decréscimo de 1,6% nos cursos ofertados. Do mesmo modo, houve o aumento de 7,3% (319 mil) no número de vagas ofertadas em graduação presencial e a distância. As instituições privadas foram responsáveis pela oferta de quatro milhões de vagas em 2008, apresentando aumento de 4% em relação a 2007.
 
Em 2008, foram ofertadas 463.969 vagas nos cursos de Educação Tecnológica, com um aumento de 17,8% em relação a 2007. As IES privadas são responsáveis por 94% dessa oferta. Na graduação a distância, 115 instituições ofereceram 647 cursos em 2008. As matrículas na modalidade de ensino a distância aumentaram 96,9% em relação ao ano anterior e, em 2008, passaram a representar 14,3% do total de matrículas no ensino superior. Além disso, o número de concluintes em EAD cresceu 135% em 2008, comparado a 2007.
 
A quantidade de docentes em exercício no Brasil cresceu em 2008. Nesse ano, foram observadas 321.493 docentes no ensino superior, um acréscimo de 4.452 em comparação com 2007, ou seja, de 1,4%.
 
COLETA – São as próprias instituições de ensino superior que enviam suas informações ao Inep, por meio de preenchimento de formulários eletrônicos. Os dados do Censo 2008 foram coletados de 25/03/2009 a 12/06/2009. As instituições tiveram ainda de 4/08/2009 a 5/09/2009 para complementar e corrigir eventuais erros nas informações prestadas. Durante o período de preenchimento, os pesquisadores institucionais puderam fazer, a qualquer momento, alterações ou inclusões necessárias no conjunto de dados de suas respectivas instituições.

Compartilhar

 

79 visitantes online | 340 visualizações

[ voltar ]