Abril 2009

Núcleo oferece apoio a alunos do curso de Medicina


PDF Imprimir E-mail
Rafael Mesquita

O sonho de ser médico pode se tornar um pesadelo. Além de possuir uma rotina sobrecarregada, estudando manhã e tarde em todos os seis longos anos do curso, o aluno de Medicina lida precoce e frequentemente com o sofrimento, a dor e a morte no seu dia a dia. “O objeto de estudo da Medicina envolve aspectos que tocam profundamente a vida do estudante”, afirma o coordenador do curso de Medicina da UFPE, professor Oscar Coutinho. Em decorrência do rigor da formação, muitos alunos do curso acabam desenvolvendo algum transtorno psicológico, indo de ansiedade, distúrbios de sono até manifestações depressivas.

“Percebemos que alguns alunos apresentam dificuldade em terminar o curso, tanto do ponto de vista pedagógico quanto do ponto de vista psicossocial”, relata o coordenador do curso. Com o objetivo de prestar assistência a esses alunos que vivenciam as pressões da formação médica, foi criado o Núcleo de Apoio ao Estudante de Medicina Professor Galdino Loreto (Naem), na UFPE. “É um grande investimento na pessoa do estudante, não só na questão cognitiva, mas especialmente na questão emocional; sendo consequentemente, uma forma de aprimoramento qualitativo do curso”, define o coordenador do Núcleo e chefe do Departamento de Neuropsiquiatria, professor José Francisco de Albuquerque.

Composto por seis profissionais de diversas áreas, o Naem ambiciona fornecer um apoio pedagógico e psicossocial a esses futuros médicos. Único psiquiatra na equipe, o coordenador destaca que a iniciativa está um passo adiante das existentes em outras faculdades de medicina do País. Ele afirma que, em sua maioria, elas são essencialmente ambulatórios de saúde mental; ou seja, tratam os sintomas diagnosticados em alunos que vão buscar ajuda. “Vamos fazer um trabalho fundamentalmente preventivo”, afirma. A iniciativa será também um espaço para viabilizar pesquisas, buscando realmente discutir a formação médica e a saúde mental do estudante, numa mais panorâmica, muito mais ampla.

O Naem oferecerá acolhimento e orientação de recém-chegados, identificação e apoio aos alunos com dificuldades em acompanhar o curso, apoio a quem reside na Casa do Estudante Universitário, avaliação da necessidade de apoio psicológico ou psiquiátrico e encaminhamento para instituições especializadas, e promoção de eventos relacionados à formação médica e saúde mental do aluno. Quem necessitar de acompanhamento psicoterápico sistematizado poderá ser encaminhado a uma das três clínicas sociais parceiras do Naem: o Círculo Psicanalítico de Pernambuco, a Sociedade Psicanalítica do Recife e o Fórum de Psicanálise do Campo Lacaniano do Recife, a custo mínimo. Os que necessitarem de tratamento psiquiátrico medicamentoso serão encaminhados ao Hospital das Clínicas.

MEMÓRIA – A equipe do Naem se baseou em duas experiências desenvolvidas anteriormente no âmbito universitário: o Centro de Estudos, Pesquisa e Atenção à Saúde Mental (Cepas), que funcionou por dez anos até 2006; e o exemplo do professor Galdino Loreto, homenageado que deu nome ao núcleo. Ex-titular em Psiquiatria pela UFPE e pioneiro na atenção à saúde mental do estudante universitário, o professor Galdino dedicou 30 anos de trabalho ao atendimento de alunos da UFPE de todas as áreas e fez as primeiras pesquisas sobre a saúde mental do universitário.

José Francisco de Albuquerque, que trabalhou ao lado do professor Galdino, afirma que o Naem é a realização de um sonho do saudoso professor. O novo núcleo foi idealizado a partir das reuniões semanais entre docentes e discentes no Núcleo Pedagógico Estruturador (Nuped) do curso de Medicina. Provido com recursos do Ministério da Saúde da ordem de R$ 25 mil, o Núcleo está sendo implantado pela coordenação do curso de Medicina. Funcionará no 1º andar do Centro de Ciências da Saúde (CSS), a partir da inauguração em 6 de maio.

Serviço:
Núcleo de Apoio ao Estudante de Medicina Professor Galdino Loreto (Naem)
Fone: (81) 2126.8505

Compartilhar

 

151 visitantes online | 974 visualizações

[ voltar ]